Política

Domingos e Patrícia: duas candidaturas e apenas um candidato

3211 1

Domingos Filho, conselheiro em disponibilidade do TCE e candidato a deputado estadual pelo PSD. (Foto: Thiara Nogueira)

Domingos Filho foi inscrito como candidato a deputado estadual na chapa do PSD ao lado da mulher, Patrícia Aguiar, ex-prefeita de Tauá.

Seria, conforme abordo na coluna do impresso neste domingo, uma oportunidade histórica de termos um casal ocupando simultaneamente cadeiras na Assembleia Legislativa do Ceará, Casa que ele presidiu no passado recente durante alguns mandatos.

Porém, o próprio Domingos faz contato com o Blog de Política para esclarecer que a coisa não é bem assim. Apesar do registro dos dois nomes, apenas um deles vai à campanha, tratando-se de uma ação preventiva diante dos riscos legais contra sua participação e não em relação à mulher. Segundo ele, absolutamente apta à candidatura.

“Patrícia foi prefeita de Tauá em três mandatos, secretária do Turismo de Fortaleza e teve todas suas contas julgadas regulares pelo então Tribunal de Contas dos Municípios, pelo Tribunal de Contas do Estado e pelo Tribunal de Contas da União, em todos os processos em que era autoridade responsável, conforme podem certificar os sites destes órgãos de fiscalização”, disse Domingos.

“Patrícia tem 20 anos de vida pública sem ter uma condenação por qualquer irregularidade de gestão ou de conduta pessoal e administrativa”, acrescentou.

Domingos Filho acusa o atual prefeito de Tauá, Carlos Windson (PR), de se esforçar para torná-la inelegível, tendo ajuizado 19 ações contra Patrícia Aguiar sem que nenhuma delas, até agora, tenha sido julgada procedente.

A decisão de apresentar as duas candidaturas, de acordo com ele, tem a ver com sua situação, já que se considera vítima “dos mesmos atores políticos” que perseguem a mulher.

Autorizado a ser candidato em decisão da Vara da Fazenda Pública, mantida até agora pelo Tribunal de Justiça ao arquivar dois recursos impetrados pelo Estado, Domingos Filho adianta que, tão logo sua candidatura seja registrada pela Justiça Eleitoral, a de Patrícia Aguiar será dispensada.

Recomendado para você