Política

Após acusações, André Fernandes se pronuncia nas redes sociais: “Desafio o MP me acusar de corrupção”

2803 1

 

(Foto: Mateus Dantas / O POVO)

O Ministério Público Eleitoral do Ceará pediu a cassação de pelo menos sete deputados estaduais e três deputados federais eleitos sob acusação de uma série de crimes eleitorais, entre abuso de poder, condutas vedadas, gastos irregulares e até captação ilícita de votos. Um dos acusados, André Fernandes (PSL) se pronunciou sobre o caso nas redes sociais: “Desafio o MP ou qualquer jornaleco me acusar de corrupção”.

Em sua postagem no Instagram, André reproduz a imagem divulgada pelo O POVO Online em que a matéria da acusação aparece. O texto do deputado afirma que “a mídia brasileira está um lixo” e que o “meu terrível crime eleitoral foi ter recebido uma oração do meu pastor, onde nem se quer fui apresentado como candidato na época”.

O deputado eleito completa: “Vão ter que se esforçar um pouco mais pra tentar sujar minha imagem, tá ok? Desafio o MP ou qualquer jornaleco me acusar de corrupção, compra de votos ou abuso de poder econômico no qual muitos foram beneficiados”.

Foto: Reprodução/Instagram

Além de André, possuem ações de cassação os deputados estaduais Aderlânia Noronha (SD), Danniel Oliveira (MDB), Érika Amorim (PSD), Leonardo Araújo (MDB), Sérgio Aguiar (PDT) e Tin Gomes (PDT). Já os deputados federais alvos do MP são Eduardo Bismarck (PDT), Genecias Noronha (SD) e Idilvan Alencar (PDT). Em 37 ações na Justiça Eleitoral, o órgão acusa os parlamentares eleitos de uma série de crimes eleitorais, entre abuso de poder, condutas vedadas, gastos irregulares e até captação ilícita de votos.

Recomendado para você