Política

Capitão Wagner se reúne com ministro Moro e trata da crise no Ceará

8165 14

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o deputado federal cearense eleito Capitão Wagner (Pros) se reuniram na manhã desta quinta-feira, 10, em Brasília. O parlamentar viajou à Capital Federal em busca de reforço para a segurança pública do Estado, que enfrenta onda de ataques contra ônibus e prédios públicos e privados desde quarta-feira, 2.

Wagner pediu helicópteros e mais efetivo de agentes da Força Nacional de Segurança para o Ceará. Ele ainda sugeriu ao ministro mudanças para facilitar o trabalho dos agentes da Segurança Pública. Entre elas, pediu que as armas apreendidas com criminosos sejam usadas pela Polícia Militar e Polícia Civil. Além do deputado federal, o tucano Carlos Matos, deputado estadual, também esteve com o ministro.

Capitão Wagner, Sergio Moro e Carlos Matos (Foto: Divulgação)

Apoio na crise

Adversário histórico do clã Ferreira Gomes, Wagner ligou para o governador Camilo Santana (PT) para oferecer ajuda no combate às facções criminosas do Estado.

Em pronunciamento em redes sociais, o parlamentar teceu elogios ao petista pela escolha de Mauro Albuquerque para a Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará e pelo pedido de apoio da Força Nacional logo após os ataques começarem. “Tiveram erros, mas não está na hora de nós fazermos oposição e tripudiarmos em cima desses erros. Está na hora de nós nos unirmos”, disse na última semana.

Em entrevista concedida ao O POVO na última terça-feira, 8, Camilo Santana reconheceu a ajuda do parlamentar. “Esse é um momento de todos se unirem pelo bem do Ceará. As questões partidárias, políticas, pessoais, as vaidades, precisam ser colocadas de lado neste momento para se colocar os interesses da população acima de tudo”, destacou.

Recomendado para você