Política

Vídeo de deputada Tabata Amaral questionando ministro viraliza nas redes sociais

O discurso da deputada federal Tabata Amaral (PDT) questionando a gestão do ministro da Educação (MEC), Ricardo Veléz Rodrígues viralizou em redes sociais. O integrante do Governo Bolsonaro foi à Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. A parlamentar se elegeu com agenda focada em educação. Ela, que cumpre o primeiro mandato, é cientista política e astrofísica.

O ministro foi questionado pelos deputados sobre a gestão à frente da Pasta. Desde que assumiu, Veléz já promoveu demissões em massa de técnicos, nomeações e, logo em seguida, novas exonerações.

Em caso recente de maior repercussão, o presidente do Instituto Nacional dos Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Marcus Vinicius Rodrigues, pediu demissão na terça-feira, 26. No dia seguinte, foi a vez de Paulo César Teixeira, diretor de Avaliação da Educação Básica, pedir exoneração. Ao todo, já foram pelo menos 13 baixas no alto escalão do MEC.

Redes sociais

No Twitter, Tabata  compartilhou o vídeo e disse que tinha a intenção de conhecer projetos e metas para melhorar a qualidade da educação no Brasil. “Mas não obtive resposta”, disse.

“Em um trimestre, não é possível que o senhor apresente um powerpoint com dois, três desejos para cada área da educação. Cadê os projetos? Cadê as metas? Quem são os responsáveis? Isso daqui não é planejamento estratégico, isso e uma lista de desejos. Eu quero saber onde que eu encontro esses projetos? Quando cada um começa a ser implementado? Quando serão entregues? Quais são os resultados esperados? São três meses, a gente consegue fazer mais do que isso”, criticou a deputada no início do vídeo.

“Eu não espero mais nenhuma resposta, já entendi que isso não vai acontecer. A mim, me resta lamentar o que está acontecendo, continuar o meu trabalho de educação, que não começa com este mandato, e esperar que o senhor mude de atitude, o que parece completamente improvável, ou saia do cargo de ministro da Educação”, concluiu.

Confira o vídeo:

Recomendado para você