Política

Mensagens privadas revelam “colaboração proibida” de Moro com Dallagnol, diz site

19550 52

Sérgio Moro (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Série de quatro reportagens do site “The Intercept” no Brasil revela neste domingo suposta troca de mensagens entre o então juiz federal Sergio Moro e o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol.

Nas conversas, o ex-magistrado aparece orientando etapas da apuração e consultando o procurador sobre procedimentos a tomar na investigação que resultou na prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do triplex do Guarujá.

Os áudios, que teriam sido repassados ao site por uma fonte anônima, são reproduções de diálogos no aplicativo de mensagens Telegram.

Após divulgação de conversas de Moro, Lava Jato diz ter sido alvo de “ataque criminoso”

Os arquivos remontam a 2015, quando Dilma Rousseff (PT) ainda presidia o Brasil e tentou nomear Lula para a Casa Civil, e se estendem até o ano passado, quando Lula já estava preso.

Num dos trechos dos diálogos, membros da equipe do Ministério Público Federal (MPF) discutem uma forma de barrar entrevista do ex-presidente à jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, em meio à disputa eleitoral.

Até agora, nenhum dos personagens citados nas reportagens se manifestou oficialmente.

Pelas redes sociais, o perfil oficial de Lula compartilhou os conteúdos.