Política

Bretas cita versículo bíblico para questionar separação entre poderes

 

Juiz da Lava Jato no Rio, Marcelo Bretas (Foto: Divulgação)

Em meio a polêmicas sobre acusação de que o ex-juiz Sergio Moro interferiu no andamento de investigação na Operação Lava Jato, o juiz Marcelo Bretas citou um versículo bíblico para questionar a separação entre os poderes da República.

“A teoria da Separação dos Poderes foi mesmo idealizada por Montesquieu?”, perguntou o magistrado no Twitter neste sábado.

“Veja o que o profeta Isaías escrevera aproximadamente 2500 anos antes dele (por volta de 750 aC)”, completou. “‘Porque o Senhor é o nosso Juiz; o Senhor é o nosso Legislador; o Senhor é o nosso Rei; ele nos salvará.’ (Isaías 33:22).”

Considerados por muitos como um novo Moro, mas ainda mais rigoroso, o juiz, responsável por casos da Lava Jato no Rio de Janeiro, determinou prisão do ex-presidente Michel Temer há dois meses.

Sua decisão, porém, foi desfeita nas instâncias superiores.

Os recentes diálogos revelados pelo site The Intercept mostram trocas de informações entre Moro e o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol.

Na última sexta-feira, reportagem expôs pedido do então juiz para que o Ministério Público Federal apontasse, em nota, contradições da defesa do ex-presidente Lula, cujo processo era julgado por ele.

A conduta é vedada pelo Código de Processo Penal e Lei Orgânica da Magistratura.