Política

“Única coisa positiva na matéria do Intercept é o HIV”, diz ex-assessor do MEC

4580 1

Ex-assessor especial do MEC, Silvio Grimaldo (Foto: Divulgação)

Ex-assessor especial do então ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez, Silvio Grimaldo disse que a “única coisa positiva na matéria do Intercept é o HIV”.

O ex-colaborador da gestão do presidente Jair Bolsonaro refere-se ofensivamente ao editor do site The Intercept Brasil, Glenn Greeenwald.

Um dos autores da série de reportagens que vem expondo diálogos entre o ex-juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, Greenwald é casado com o deputado federal brasileiro David Miranda, do Psol do Rio.

Exonerado em março numa das tantas quedas de braço no Ministério da Educação, Grimaldo era um dos integrantes ala olavista do Governo.

Vélez foi afastado do cargo de titular do MEC no início de abril. Em seu lugar assumiu Abraham Weintraub.

Na última semana, o Supremo Tribunal Federal equiparou a homofobia e a transfobia ao crime de racismo.

Por associar a sexualidade de Glenn Greenwald a uma doença, a declaração de Grimaldo pode ser enquadrada agora como crime.