Política

Mais dois deputados declaram voto e apoio cresce na bancada do Ceará

3474 2

Deputado federal Vaidon Oliveira, do Pros (Foto: Agência Câmara)

Mais dois deputados federais da bancada do Ceará declararam apoio à aprovação da reforma da Previdência na Câmara: Vaidon Oliveira (Pros) e Junior Mano (PL).

Agora, dos 22 parlamentares do Estado, 13 são contrários e cinco favoráveis. Outros cinco ainda não responderam.

Ao Blog Política, Mano disse que, excluídas do relatório as alterações no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural, seria favorável ao texto-base da PEC, que deve ser votado nesta quarta-feira na Câmara.

O voto de Vaidon foi confirmado pela assessoria de imprensa. O parlamentar é do mesmo partido de Capitão Wagner, que comanda a legenda no Ceará e é contra a reforma.

Na véspera de votação, Governo libera R$ 2,5 milhões em emendas para Ceará

Ainda não responderam como se posicionam os deputados Aníbal Gomes (DEM), AJ Albuquerque (PP), Pedro Augusto Bezerra (PTB), Domingos Neto (PSD) e Roberto Pessoa (PSDB).

Pré-candidato à Prefeitura de Maracanaú em 2020, Pessoa disse que não iria declinar o voto antes da hora.

Neto foi contatado por telefone e via aplicativo de mensagens, mas não atendeu as chamadas nem respondeu.

Os demais não atenderam os telefonemas.

Ontem o MDB fechou questão a favor da reforma. A decisão da sigla pode afetar o voto do deputado emedebista Moses Rodrigues (CE), que é contra a PEC.

Questionado, Moses disse que “está conversando com o partido para tentar reverter e liberar o voto”.

Caso não consiga e insista em contrariar a decisão, o deputado corre risco de sofrer sanção.

Para ser aprovada, a proposta precisa de 308 votos em dois turnos. Depois, em caso de sucesso, segue para o Senado, onde enfrenta trâmite semelhante.

Veja quadro sobre como deve votar cada deputado do Ceará

Placar da Previdência

Voto sim (5)

Heitor Freire (PSL)

Genecias Noronha (SD)

Jaziel Pereira (PL)

Vaidon Oliveira (Pros)

Junior Mano (PL)

 

Voto não (12)

André Figueiredo (PDT)

Leônidas Cristino (PDT)

Idilvan Alencar (PDT)

Eduardo Bismarck (PDT)

Robério Monteiro (PDT)

José Guimarães (PT)

Luizianne Lins (PT)

José Airton (PT)

Célio Studart (PV)

Denis Bezerra (PSB)

Capitão Wagner (Pros)

Moses Rodrigues (MDB)

 

Não responderam

Aníbal Gomes (DEM)

AJ Albuquerque (PP)

Pedro Augusto Bezerra (PTB)

Domingos Neto (PSD)

Roberto Pessoa (PSDB)