Política

Tabata rebate: “Meu voto pela reforma não foi vendido, é por convicção”

3733 7

Foto Agência Brasil

Deputada federal do PDT, Tabata Amaral (SP) reafirmou intenção de votar pela reforma da Previdência nesta quarta-feira, mesmo com ameaças de expulsão do partido.

“Meu voto pela reforma da Previdência não foi vendido, é por convicção”, disse a pedetista no Twitter. “A bancada da educação continua lutando pela manutenção da aposentadoria especial dos professores.”

Ontem, o presidente do partido, Carlos Lupi, afirmou que os filiados que votarem a favor do texto-base da Previdência serão alvo do conselho de ética.

Pelas redes sociais, o ex-presidenciável Ciro Gomes defendeu expulsão de correligionários que não seguirem a orientação da sigla, que fechou questão contra a reforma.

Ciro disse que o governo ofereceu emendas em troca de votos e chamou deputados pró-reforma de vendidos.