Política

Destaque do PDT que beneficia professores deve ser aprovado

Líder do PDT na Câmara, André Figueiredo (Foto Agência Câmara)

De autoria do deputado federal cearense Idilvan Alencar, do PDT, destaque ao texto principal da reforma da Previdência que reduz idade mínima para professores deve ser aprovado hoje na Câmara.

Líder do partido, o também cearense André Figueiredo confirmou ao Blog Política que a medida tem apoio do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

“Maia, junto com centrão, chamou para conversar para negociar e aprovar o destaque do PDT”, disse Figueiredo.

Caso se confirme a mudança no texto-base da PEC da Previdência, a idade mínima de docentes passa para 55 anos, se homens, e 52, mulheres.

O pedágio sobre o tempo que falta para a aposentadoria continua sendo de 100%.

Segundo Figueiredo, entretanto, o partido deve apresentar uma “emenda aglutinativa baixando para 50%”. Sobre ela, porém, não existe acordo com Maia.

O pedetista festejou o benefício para professores. “Esperamos minimizar danos para uma categoria tão importante”, declarou.

Em votação ontem na Câmara, um destaque que previa regras mais brandas para os professores foi rejeitado.

Leia também:

Destaque de deputado cearense ainda pode abrandar regras para professores