Política

Janaina e Olavo querem que Eduardo Bolsonaro recuse cargo de embaixador

1718 1
janaina paschoal

Janaina Paschoal espera que Eduardo Bolsonaro recuse possível indicação para ser embaixador do Brasil nos Estados Unidos (Foto: Marcelo Camargo / ABR)

 

Deputada estadual em São Paulo e um dos principais nomes do PSL no Brasil, Janaina Paschoal se posicionou, neste sábado, 13, contra a possível indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como embaixador do Brasil nos Estados Unidos. A opinião é a mesma do ideólogo Olavo de Carvalho, “conselheiro” de Eduardo – segundo palavras do deputado em coletiva de imprensa na quinta-feira, 11.

Olavo acredita que o deputado deve permanecer no atual cargo para conduzir a CPI do Foro de São Paulo. “Nós sabemos que o verdadeiro líder desse movimento (é Eduardo Bolsonaro)”, disse em vídeo postado nas redes sociais na sexta-feira, 12.

Em publicação no Twitter, Janaina defende que o parlamentar, filho do presidente Jair Bolsonaro, recuse uma oferta para o cargo. Ela ainda diz que Eduardo foi eleito para atuar na Câmara e não no Exterior.

“Quem fez Eduardo Bolsonaro Deputado Federal foi o povo. Isso precisa ser respeitado. Crescer, muitas vezes, implica dizer não ao pai”, escreveu.

A pesselista ainda acrescentou que, pela votação conseguida, o filho do presidente exerce uma posição de “liderança”, que ele prefere exercer. “Abrir mão dessa conquista, para ocupar um cargo conferido pelo pai o apequenará”.

Ainda de acordo com a opinião da deputada, obstáculos jurídicos de uma indicação não existem.

Na manhã deste sábado, Eduardo se reuniu com o pai no Palácio da Alvorada por cerca de uma hora e meia, deixando a reunião sem falar com a imprensa. Durante coletiva de imprensa, Jair Bolsonaro disse que poderia indicar o filho como embaixador pela boa relação com o governo de Donald Trump e por saber falar inglês.

Recomendado para você