Política

Conselho abre investigação de deputado por quebra de decoro

O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa decidiu abrir processo contra o deputado André Fernandes por quebra de decoro. Ele disse em junho receber “denúncias diárias” de que colegas teriam envolvimento com facções criminosas.

No primeiro momento, ele não deu nomes. Questionado, levou ao Ministério Público denúncia contra Nezinho Farias (PDT). Sem provas, o MP arquivou a acusação de Fernandes.

As penas previstas no Código de Ética da Assembleia Legislativa são: censura verbal, censura escrita, suspensão temporária do mandato, até a pena máxima de cassação do mandato parlamentar.

 

Recomendado para você