POPssauro

Jurassic Pop: Rouge faz 10 anos de lançamento

1208 4

A girlband de maior sucesso do Brasil, Rouge, completa hoje (17 de Agosto) 10 anos do lançamento. O grupo, que acabou em 2005, fez um sucesso estrondoso durantes os anos em que esteve na ativa, e mostrou que o Brasil também tem uma veia Pop. Relembre a história do grupo e os sucessos nesse post especial…

 

O Rouge nasceu de um programa de talentos do SBT. As cinco meninas são as vencedoras do “Popstars”, programa que lançaria Luciana, Patrícia, Aline, Fantine e Karin para o estrelato nacional, e com uma legião de fãs, que até hoje luta para o reencontro das meninas.

O primeiro álbum, chamado somente “Rouge” foi lançado em 2002, e trouxe hits que embalaram a adolescência de milhões de meninos e meninas, dentre elas “Não Dá Pra Resistir”, “Beijo Molhado”, “Nunca Deixe de Sonhar” e a animada música chiclete “Ragatanga”. As músicas tinham uma pegada totalmente Pop, com direito a coreografias marcantes, clipes estilosos e até breaks no meio dos vídeos!!

Você lembra do primeiro single do grupo, que apresentava as meninas no início? Confira “Não Dá Pra Resistir”:

O álbum “Rouge” vendeu aproximadamente 1,5 milhão de cópias, estabelecendo o grupo como Fenômeno Nacional. O sucesso foi tão grande que em menos de um ano, o grupo já entraria novamente em estúdio para a gravação de mais um álbum, mesmo depois de uma turnê, um DVD e um álbum de remixes.

O grupo voltaria em 2003, com novos estilos e um conceito completamente novo para o 2º álbum. O 1º trabalho foi focado no estrelato, e no “Se Tornar Pop Star”, já que cinco meninas anônimas em poucos meses se tornaram as maiores artistas Pop do país.

Já, no segundo trabalho, elas poderão arriscar mais, e produziram um conceito de “Guerreiras Super-Heroínas”, como mostrou no estilo de roupas usados e nas fotos do encarte do álbum. “C’ est la Vie”, que significa “Isso É A Vida” em francês, vendeu 1 milhão de cópias em toda América Latina, e trouxe músicas que misturavam os idiomas, como em “Brilha La Luna”, single carro-chefe do álbum.

No “C’est La Vie”, as integrantes do grupo puderam trabalhar em músicas próprias que formariam o novo álbum. As que mais colaboraram com composições foram Luciana e Fantine, com músicas que ainda são sucesso entre os fãs. Mas todas elas fizeram suas canções, como o segundo single, “Um Anjo Veio Me Falar”, que foi composta pelas cinco e ganhou grande destaque em todas as rádios.

Confira a seguir “Brilha La Luna”, um dos melhores clipes da banda, que contém muita coreografia, e cenas bem trabalhadas. A coreografia, apesar de diferente da repetitiva “Ragatanga”, também se tornou febre. Depois, confira o clipe e “Um Anjo Veio Me Falar”, que mostrou que o Pop, também é feito de baladas, com grande destaque para as vozes das meninas.

Elas ainda fariam um lançamento misturando as línguas Espanhol e Português, mas o álbum não foi lançado pela saída de Luciana. A cantora não estava feliz com a carreira pop que estava tomando e decidiu não arriscar o sucesso do grupo. O álbum não lançado tinha várias músicas em versões em espanhol, e que posteriormente vazaram na internet.

Confira a versão de “Vem Cair Na Zueira”, chamada em espanhol de “Vien Aqui Pacha En Guea”:

O terceiro álbum do grupo, não conta com a presença de Luciana, e é como um recomeço para a banda! O Rouge aposta em músicas mais fortes e menos juvenis.

Apesar do título do álbum, elas vieram com um Pop mais marcante e com mensagens ambíguas. Como é o caso do primeiro single, “Blá Blá Blá”, que dá nome ao CD.

A ausência de Luciana, criou grandes falsos rumores sobre o grupo na mídia, o que fez com que a nova música fosse uma resposta aos cruéis tabloides.  O vídeo trouxe o quarteto, com roupas mais sexy, mostrando um lado mais maduro das meninas. Confira o clipe no player abaixo:

O fim do grupo viria com o último álbum, o “Mil e Uma Noites”. O álbum é uma coletânea com os maiores sucessos do grupo, seis novas músicas, incluindo o sucesso do verão de 2005, “Vem, Habib”, que juntamente as novas músicas, trouxe uma sonoridade voltada par o oriente.

Confira o clipe desse sucesso no player abaixo:

Entre as novas músicas, “O Amor É Ilusão” também ganhou destaque, principalmente por ser a versão em português do hit da Natalie Imbruglia, “Torn”. O último álbum também incluiu, uma versão acústica de “Um Anjo Veio Me Falar”.

Em Janeiro de 2006, o grupo anunciou o fim da parceira! Hoje em dia, as cinco ex-Rouge ainda estão trabalhando com o que gostam! Fantine com sua banda, Thó! Luciana cantando o seu tão amado Folk e Rock! E Karin, Aline e Patrícia, agora, Lissah cantando, atuando e fazendo novas gravações.

O Rouge era Mágico! Porque a identificação das garotas com o público foi, extremamente, forte! Cada uma tinha sua caraterística física e emocional… Principalmente, por ter mostrado as garotas muito antes da fama! E como conseguiram evoluir com seu talento! Rouge marcou época no Brasil, mostrando que o Pop também já dominou por aqui.

Estamos esperando ansiosos pelo sucesso solos das meninas! Com certeza, seus fãs continuaram amando tudo o que elas produzirem… E torcemos que um dia elas voltem à mídia!! Mas enquanto novas músicas das meninas não chegam. Vamos continuar celebrando os 10 anos de Rouge!!

Relembre mais do estilo da Luciana, Karin, Fatine, Aline e Patrícia na Galeria de Fotos a seguir:

PARABÉNS! ROUGE!

Recomendado para você