Radar do Comércio

Data mais importante para o comércio, Natal deve movimentar R$ 290 milhões

Gasto médio de presente deve ser de R$ 126. Entretanto, mais da metade dos entrevistados pretendem comprar pelo menos três itens

De acordo com a Pesquisa sobre o Potencial de Consumo do Fortalezense para o Natal,
realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará
(Fecomércio/CE), por meio do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará, 53,9% dos fortalezenses irão movimentar, ao todo, R$ 290 milhões no comércio varejista. Destacam-se as peças de vestuário, com 64,7%, seguido por brinquedos (34,2%), calçados, cintos e bolsas (29,5%) e itens de perfumaria (16,6%).

Movimento de pessoas no shopping Del Paseo, no bairro Aldeota. Comércio de fim de ano em lojas do Centro da Cidade e Shoppings. (Foto: Mauri Melo/O POVO)

Em comparação a 2016 (48,3%), o número de consumidores aumentou em 5,6%. Este quantitativo chega a refletir no valor movimentado, que cresceu de R$ 270 milhões para R$ 290 milhões, ou seja, 7,4% do ano anterior para o atual. As taxas certificaram o Natal como a data comemorativa mais importante para o comércio de Fortaleza. As pesquisas temáticas do instituto revelam, em ordem, Natal, Dia das Mães, Dia das Crianças, Dia dos Namorados e Dia dos Pais como datas de maior destaque para o comércio varejista.

Perfil
Entre os entrevistados que responderam afirmativamente sobre a intenção de compras,
mostram preponderância os do gênero masculino (55%) e com renda familiar superior a seis salários mínimos (76%), mas sem diferenças significativas nos perfis etários. Segundo o levantamento, 55,6% dos consumidores irão comprar pelo menos três presentes, sendo o gasto total médio de R$ 335 e R$ 126 por presente.

Outro dado apontado é o melhor momento para a compra. Entre os entrevistados, 25,6%
revelaram o sábado como dia mais adequado para as compras. As promoções e políticas de preços como estratégias de atrair atenção foram citadas por 54,1% e 46,3% do público
questionado.

Confira a pesquisa completa no site da Fecomércio.

Recomendado para você