Radar do Comércio

Cearense é selecionado para evento de moda em Londres

David Lee começou a se interessar pela costura por influência da avó. (Foto: Divulgação)

David Lee foi um dos 16 designers escolhidos para apresentarem suas coleções no International Fashion Showcase, em Londres

A aptidão para a costura de David Lee começou ainda na infância. Por meio do aprendizado junto da avó, o cearense deu os primeiros passos no segmento. Após a realização de cursos e o desenvolvimento do talento, o jovem agora voa para Londres. Junto de outros 15 designers do mundo inteiro, Lee foi selecionado para apresentar sua coleção em uma exposição no International Fashion Showcase (IFS), em fevereiro de 2019.

O cearense passou por um processo de várias etapas, até ser selecionado para apresentar sua coleção na exposição, que é gratuita e parte fundamental da London Fashion Week, dando ao público e aos profissionais do setor a oportunidade de descobrir a moda emergente de quatro continentes: África, América, Ásia e Europa e celebrar sua relevância global.

Os concursos na área do design foram o ponto de partida para David, na época com 21 anos. “Eu não conseguia entrar na universidade, e comecei a participar de concursos para mostrar o que sabia, o meu trabalho. Eu costurava e fazia a modelagem ao mesmo tempo, isso me ajudou a passar por todas as áreas [do concurso].”

Lee, que também é ex-aluno de Desenho de Moda do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac/CE), destaca a importância da instituição em sua formação. “O curso teve um papel importante na minha carreira: esse me apresentou de forma mais profissional à moda”.

A notícia que tinha sido selecionado para mostrar seu trabalho em exposição no IFS foi recebida com muita felicidade. “Isso é muito gratificante e valida o meu trabalho. Eu estava ansioso pelo resultado, que foi divulgado dia 30 de abril”, afirma o jovem. Para Lee, a notícia mostra que o caminho certo está sendo trilhado.

Por ser o único brasileiro selecionado, o cearense sente a responsabilidade de mostrar seu trabalho para plateias internacionais. Apesar da demanda, David Lee se sente preparado. “Estar em um evento desse nível, junto de um mercado bastante rigoroso e um olhar bastante avançado, é honroso”, relata.

A coleção apresentada terá como característica os três pontos estéticos utilizados por David: alfaiataria, militar e sportswear, base do seu trabalho. Partindo dessas referências, ele lança mão de bastante cor e ideias de roupas pelo avesso, detalhes em desconstrução, como se o vestuário fosse entrar para dentro do corpo.

Sobre os preparativos, David diz que já havia esquematizado os desenhos e a mostra será baseada em uma apresentação realizada em maio de 2018. “A modelagem está sendo feita a e a confecção, com cerca de 20 peças, está sendo terminada.”

Além disso, a London College of Fashion (LCF) – (Faculdade Londrina de Moda, na sigla em inglês)– concederá um prêmio para a melhor exposição em reconhecimento à criatividade dos participantes. Especialistas em moda cultural e comercial serão os jurados. A mostra acontece paralelamente à London Fashion Week, um dos maiores eventos de moda internacional.

Recomendado para você