Radar do Comércio

Designers cearenses fazem sucesso em Londres

A exposição Meu Coração Coroado, do Mestre Espedito Seleiro, foi uma das atrações levadas pelo Senac para o Reino Unido (Foto: Daniela Luquini).

Em fevereiro, a cidade mais importante do Reino Unido tornou-se também capital do design, com a realização da London Fashion Week, uma das principais semanas de lançamento de moda do mundo. Nesta atmosfera criativa, a moda brasileira, em especial a cearense, também ganhou seu espaço, por meio de três projetos promovidos e apoiados pelo Sistema Fecomércio Ceará e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac/CE).

O designer cearense David Lee, formado em desenho de moda pelo Senac, representou o Brasil na International Fashion Showcase (IFS), que selecionou 16 entre os melhores designers de moda emergente no mundo.

Organizada pelo British Council, British Fashion Council, London College of Fashion, UAL e Somerset House, e com participação de embaixadas e instituições culturais e educacionais de diversos países, com o Senac, a IFS tem o objetivo de explorar diferentes culturas e questões sociais de diversos lugares do mundo por meio das criações de jovens artistas da moda. Além de funcionar como impulsionador para novos talentos que passam por rigoroso e longo processo seletivo.

A programação brasileira na capital britânica contou também com a exposição “Meu Coração Coroado”, que celebra o mestre do couro Espedito Seleiro, incluindo o lançamento internacional do livro homônimo que registra suas principais criações. O designer cearense, morador de Nova Olinda, ganhou renome internacional com suas criações únicas inspiradas nas tradicionais peças de couro do sertão nordestino em itens de moda.

A Embaixada Brasileira em Londres recebeu ainda a exposição “A Hora do Brasil”, resultado de uma parceria entre o Senac/CE e o estilista Jum Nakao que apresenta as peças criadas durante o Reality Project, ação realizada pelo Senac dentro da edição de 2012 do Dragão Fashion Brasil que reuniu, durante cinco dias, 20 profissionais para criarem juntos uma coleção a ser desfilada no último dia do evento com o público acompanhando em tempo real todo o processo produtivo.

Eduardo Motta, responsável pela curadoria e concepção da instalação de David Lee e autor do livro “Espedito Celeiro – Meu Coração Coroado” ressalta que o nível das exposições, tanto em relação aos temas abordados como nas soluções cenográficas, superou as expectativas e contribuiu para aumentar o interesse do público e imprensa sobre a moda autoral brasileira: “Felizmente, tanto a coleção que David Lee apresentou na Somerset House, quanto à exposição de Mestre Espedito na Embaixada do Brasil, atendem com folga as melhores expectativas”.

Recomendado para você