Repórter Entre Linhas

Novos Baianos faz show histórico em Fortaleza

54.90.204.233 /reporterentrelinhas/2017/10/23/novos-baianos-faz-show-historico-em-fortaleza/
841 Seja o primeiro a comentar

Com a turnê “Acabou Chorare”, o grupo emocionou o público lembrando sucessos que atravessam gerações

(Foto: Cristina Fontenele)

Deixando marcas na imagem e no som, os Novos Baianos passaram por Fortaleza levantando o público na Praça Verde do Dragão do Mar. O show histórico, realizado no último sábado (21), faz parte da turnê “Acabou Chorare – Os Novos Baianos se Reencontram”, em alusão ao álbum icônico da banda, lançado em 1972. O grupo voltou com turnê em 2016, passando por estados como Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo.

Moraes Moreira, Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e o letrista Luiz Galvão formaram uma das bandas mais influentes da música brasileira na década de 1970. Ao som de “Anos 70”, “Besta é Tu”, “Preta Pretinha”, “Mistério do Planeta” e a “A Menina Dança”, a plateia relembrou sucessos que atravessaram gerações.

Com gritos de “Baby, eu te amo”, a cantora Baby do Brasil animou os fãs com a voz rasgada e pura energia embalando “Brasileirinho” e “Tinindo e Trincando”. Já Pepeu Gomes agitou o público com os virtuosos solos de guitarra, com destaque para os improvisos na música instrumental “Um Bilhete pra Didi”, composta por Jorginho Gomes para Didi Gomes, ambos irmãos de Pepeu.

Moraes Moreira cantou “Chega de Saudade” em homenagem aos que considera os dois pilares dos Novos Baianos, João Gilberto e Tom Zé. O cantor também fez referência ao compositor cearense, Fausto Nilo, como parceiro importante na carreira solo. Paulinho Boca de Cantor fez o público cair “Na Cadência do Samba” e cantar junto “minha carne é de carnaval, meu coração é igual” em “Swing de Campo Grande”.

A poesia de Luiz Galvão arrancou aplausos do público em “Amar-te”, parceria do letrista com Moraes Moreira. “Eu prefiro rir quando vejo o homem sem resolver morar, comer, trabalho e lazer. Eu prefiro rir quando vejo o homem sem resolver aqui e quer ir a Marte. Eu prefiro amar-te”.

Os Novos Baianos inovaram a música popular brasileira com irreverência, unindo samba, rock e frevo. O grupo, que já morou dentro de um carro, viveu também em uma comunidade no sítio em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. “Em estado de sítio”, como se refere Moraes Moreira à experiência. Amantes do futebol, da música e da vida, os Novos Baianos são um convite sempre atual para essa “gente bronzeada mostrar seu valor”.

Recomendado para você