Repórter Entre Linhas

Jão congela venda de ingressos em Fortaleza após impasse de produtora cearense com Xuxa

1051 1

(Foto: Divulgação/Hudson Renan)

O cantor Jão tem show marcado em Fortaleza, em 23 de março de 2019. A venda de ingressos, no entanto, está congelada devido episódio recente entre a contratante Planner Eventos e a artista Xuxa Meneghel. O anúncio foi feito pela U.F.O Produções Artísticas, produtora do cantor paulista.

A UFO diz que a venda dos ingressos, que custam de R$ 50 a R$ 160, poderá ser retomada depois “que sejam prestados os devidos esclarecimentos”.

Em nota, a produtora de Jão destaca que não teve qualquer tipo de problema na negociação ou comunicação com a empresa local. “A opção pelo congelamento das vendas é preventiva e aguardará futuros desdobramentos para uma posição final”, diz texto.

Ao Blog, a assessoria de imprensa da Planner Eventos informou que está “trabalhando nos esclarecimentos” em relação ao show de Jão em Fortaleza.

Jão foi um dos convidados do podcast Fora da Ordem deste ano. Faça o download do episódio aqui.

O caso Xuxa Meneghel

Show da Xuxa, no Shopping Rio Mar Fortaleza. (Foto: Aurélio Alves/O POVO)

Após o show da cantora e apresentadora Xuxa em Fortaleza, no último sábado, 24, uma irregularidade no avião que transportou a equipe fez a artista passar a madrugada do último domingo, 25, no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Xuxa emociona fãs em show no RioMar Fortaleza

Em suas redes sociais, Xuxa teceu severas críticas à produtora contratante. Em sua página no Facebook, a empresa emitiu nota de justificativa.

A Planner explicou que a tripulação da aeronave operada pela empresa Pacific estava programada para levar Xuxa de volta ao Rio de Janeiro quando, por volta das 23 horas, foi informada da interdição pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

“Ao saber do ocorrido, toda a equipe da Planner foi mobilizada para providenciar a hospedagem e a logística para a artista e toda sua equipe, enquanto o diretor da Pacific buscava alternativas junto a parceiros próximos da região para viabilizar o retorno”, diz a nota. “Nosso setor jurídico trabalha para apurar os fatos e reais responsáveis”.

Recomendado para você