Sincronicidade

Em louvor ao Doutor do Baião

sem-tituloHumberto Teixeira, o Doutor do Baião, nasceu no Ceará, dizem que com música e poesia dentro da alma. Em 1945 lançou com Luiz Gonzaga um novo gênero musical, o baião. Eleito três anos consecutivos o melhor compositor do Brasil, o Doutor do Baião, autor de Asa Branca, entre tantas obras-primas, finalmente ganha um projeto à altura de sua obra: O CD Humberto Teixeira… o Doutor do Baião.

[Texto de apresentação do encarte do CD Humberto Teixeira – O Doutor do Baião]

 Provavelmente se indagarmos a qualquer cearense quem compôs a música Asa Branca, a maioria responderá na ponta da língua: Humberto Teixeira e Luiz Gonzaga. De fato, essa canção se tornou um verdadeiro hino nordestino. Em contrapartida, se indagarmos a essas mesmas pessoas quem compôs Sinfonia do Café, seguramente a quase totalidade responderá que nunca ouviu tal música.

Para os que não sabem, essa foi a primeira música de Humberto Teixeira a ser gravada, no ano de 1944. Para quem não a conhece, o selo Biscoito Fino lançou um belo CD no qual Sinfonia do Café é interpretada por Rita Ribeiro. O disco é o resultado de um show gravado no Teatro Rival BR, no Rio de Janeiro, em 27 de agosto de 2002. Estão em andamento os preparativos para o lançamento de um documentário sobre Humberto Teixeira, idealizado por sua filha, Denise Dummont, no qual o material do show foi incluído.

Um time de intérpretes de peso foi convocado para a gravação das 18 faixas do disco: Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gal Costa, Sivuca, Chico Buarque, Carmélia Alves, Cordel do Fogo Encantado, Rita Ribeiro, Gilberto Gil, Lenine, Zeca Pagodinho, Fagner e Elba Ramalho. Para os arranjos das composições apresentadas no disco, foi convidado o competente músico mineiro Wagner Tiso. 

Humberto Cavalcante Teixeira nasceu em Iguatu em 5/1/1916 e faleceu no Rio de Janeiro em 3/10/1979. O futuro parceiro de Luiz Gonzaga já nasceu sob a égide da música, pois era sobrinho do maestro cearense Lafaiete Teixeira. Desde criança interessou-se pela música, tendo estudado bandolim quando ainda residia na sua cidade natal. Ao se mudar para Fortaleza, começou a estudar flauta, aperfeiçoando-se no instrumento com seu tio Lafaiete, tendo, aos 13 anos de idade, editada sua primeira composição musical, Miss Hermengarda.

Em 1943, diplomou-se pela Faculdade Nacional do Rio de Janeiro, passando a exercer a advocacia, paralelamente às atividades musicais. Em 1945 conheceu Luiz Gonzaga, dando início a uma das mais profícuas parcerias registradas na história da música brasileira. A primeira composição dos dois, intitulada Baião, seria lançada em 1946, interpretada pelo grupo Quatro Ases e Um Curinga. O sucesso retumbante da canção assinalou o início de uma série de êxitos musicais da dupla.

Um fato que merece destaque na biografia de Humberto Teixeira, o Doutor do Baião, é a aprovação pelo Congresso Nacional, em 1958, da Lei Humberto Teixeira. A Lei determinava que fossem constituídas caravanas para a divulgação da música popular brasileira no exterior. A primeira destas caravanas partiu no mesmo ano para a Europa, apresentando-se em várias capitais.

O CD Humberto Teixeira – O Doutor do Baião é uma mais que merecida homenagem a este homem que foi, além de exímio compositor, um grande divulgador da música nordestina.

[Fonte das informações biográficas sobre Humberto Teixeira: Enciclopédia da Música Brasileira: popular, erudita e folclórica. – 3ª. ed. – 1ª. reimp. – São Paulo: Art Editora: Publifolha, 2003, p. 768/769.]