Sincronicidade

Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15)

Ó Jesus, trespassaram vosso lado para nos abrir uma porta; feriram vosso coração para nos abrir nessa sagrada vinha, um asilo seguro de toda perturbação externa. O verdadeiro, o grande motivo para a ferida de vosso coração foi fazer-nos compreender, por meio dessa chaga visível, a chaga invisível de vosso coração… A lança que não traspassou apenas o corpo, mas também golpeou o coração, atesta a chama ardente de vosso amor, e não há nada que valha um tal testemunho.

São Boaventura

[São Boaventura. Vitis mystica, III. Em: Sgarbossa, Mario. Os santos e os beatos da Igreja do Ocidente e do Oriente: com uma antologia de escritos espirituais. Tradução Armando Braio Ara. – São Paulo: Paulinas, 2003, p. 137.]