Sincronicidade

A síntese sincronística.

Aprendi a acreditar mais no sobrenatural do que no natural. Tudo que aí vemos é milagre. Pássaros. Luz. Mar. Estrelas. Gente. Amor. Aprendi que não crer em Deus é ser pretensioso. Aprendi, enfim, que a coisa mais importante não é vencer na vida. Não é realizar-se. O homem deve viver realizando-se caminhando para o Deus Pai, seguindo o Cristo, sob as bênçãos do Espírito Santo, com a ajuda de Maria e dos Eleitos, de mãos dadas com os irmãos.

Jesus Costa Lima

[Discurso de despedida do Juiz Federal Jesus Costa Lima, na Sessão do dia 26.07.1974, ao deixar o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará para assumir a 3ª Vara Federal de Brasília. Posteriormente, o Magistrado se tornaria Ministro do Superior Tribunal de Justiça.]

Há alguns dias, folheando umas atas antigas do TRE, encontrei uma que, ao ler, logo me despertou a atenção, tanto devido ao nome do autor quanto ao conteúdo. A ata trazia o discurso proferido pelo Juiz Federal Jesus Costa Lima ao despedir-se do Pleno do TRE.

A leitura do discurso provocou em mim um misto de surpresa e entusiasmo. Na verdade, falar de surpresa e entusiasmo para dizer o que senti na ocasião é pouco. O trecho final do discurso teve para mim um significado tão denso e ao mesmo tempo tão perfeito, que ficaria difícil expressar em palavras o efeito que me provocou sua leitura.

De um modo geral, estou habituado a eventos sincrônicos. Devo dizer, porém, que encontrar o texto aleatoriamente, sem que o procurasse de forma deliberada, exatamente naquele dia, 25 de setembro, foi de uma perfeição que superou todas as minhas expectativas com relação a sincronicidades.

Nos dias seguintes, outros eventos se seguiriam a esse, configurando uma sequência nítida e coerente, com as sincronicidades se encadeando numa lógica surpreendente, num contínuo em que não se notavam interrupções.

Como de praxe, fui anotando tudo, registrando tudo para não esquecer. Decidi que posteriormente escreveria uma sequência de textos em que tais sincronicidades fossem o fio condutor. Para a conclusão, deixaria o trecho do discurso do Ministro Jesus Costa Lima.

Eis, pois, a sequência de textos, iniciada no dia primeiro de outubro e concluída hoje.

Para concluir, só dizer que eu não posso deixar de me maravilhar com certos acontecimentos com que Deus nos agracia de vez em quando.

Há tanto mistério para se explorar na vida…