Sincronicidade

O impossível do homem

Tobit morreu em paz na idade de cento e doze anos, e recebeu honrosa sepultura em Nínive. Tinha sessenta e dois anos quando perdeu a vista; e, depois de recuperá-la, viveu na abundância, praticou a esmola e continuou sempre a bendizer a Deus e a celebrar sua grandeza.

TB 14, 1-2