Slice

Cearense Thiago Monteiro bate top 10 e faz história no Rio Open

Thiago Monteiro (338°) surpreende ao vencer Tsonga (9°). Foto/Divulgação/Rio Open

Thiago Monteiro (338°) surpreende ao vencer Tsonga (9°). Foto/Divulgação/Rio Open

A queda ao saibro após fazer o último ponto da partida, descreveu o feito conquistado pelo cearense Thiago Monteiro. Tenista de número de 338 surpreendeu o mundo ao vencer por 2 sets a 1, parciais de 6-3, 3-6 e 6-4 o francês Jo-Wilfried Tsonga, nono do ranking.

O jogo

Diferentemente de como todos imaginavam, a partida começou bastante disputada.  Com um jogo agressivo e ao mesmo tempo calculista, o cearense teve oportunidade de quebrar o serviço do francês, e em duas vezes seguidas, o brasileiro quebrou o saque e fechou o set em 6/3.

O segundo set começou com Tsonga quebrando o serviço do brasileiro. A partir daí o francês administrou o set e com outra quebra, fechou em 6/3.

Monteiro vibra ao vencer Tsonga. Foto/Divulgação/Rio Open

Monteiro vibra ao vencer Tsonga. Foto/Divulgação/Rio Open

Mesmo com a derrota no set anterior, Thiago não se abateu. Com o estilo de jogo agressivo e se aproveitando dos erros do adversário, o cearense quebrou o serviço por 15/40, e confirmou o seu saque para fazer história no Rio Open. “Ainda não caiu a ficha do que fiz. É fruto de um trabalho que venho fazendo há muito tempo. Acreditei a todo momento na vitória”, disse Thiago em entrevista após o jogo.

Já pensando na rodada seguinte, o cearense falou sobre seu adversário. “Cuevas é um jogador fantástico, completo. A minha estratégia vai ser um pouco parecida com a de hoje, jogar com o meu forehand”, finalizou.

Na próxima rodada, Thiago Monteiro irá enfrentar o argentino, que disputa o circuito profissional pelo Uruguai, Pablo Cuevas (45º). A partida está marcada para acontecer nesta quinta-feira (18). Com os 45 pontos somados, Monteiro deverá subir provisoriamente para próximo do 280º posto e se aproxima assim do seu recorde pessoal, que foi o 254º. Ao mesmo tempo, embolsa US$ 17,9 mil.

Recuperação

O cearense de 21 anos chegou a ser número 2 do mundo, no juvenil. Profissional desde 2013, Thiago Monteiro sofreu com lesões, a mais recente foi em junho de 2015, com problema no joelho esquerdo. Recuperado, o tenista demonstra que 2016 tem tudo para ser diferente.

Números

A vitória histórica do cearense quebrou vários tabus. Há quase 4 anos, um tenista brasileiro não vencia um top 10. O último a conseguir este feito, foi Thomaz Belluci, ao vencer Janko Tipsarevic, número 8 na época, na final do ATP de Gstaad. Outra marcada batida por Thiago Monteiro foi a de vencer um top 10 em solo brasileiro. Desde 2001, quando Flávio Saretta derrotou Gustavo Kuerten, que liderava o ranking  mundial na ocasião, nenhum brasileiro conseguia tal feito.

Veja melhores lances do confronto:

Recomendado para você