Vai, forrozão

Garota White: Wesley Safadão anima público e defende vaquejada

149 4
Wesley Safadão agita público em Fortaleza (Foto: Aurélio Alves/Vai, Forrozão!)

Wesley Safadão agita público em Fortaleza (Foto: Aurélio Alves/Vai, Forrozão!)

Wesley Safadão se apresentou na madrugada desta quarta-feira, 12, no “Garota White“, em Fortaleza. O cantor reuniu muitos forrozeiros no Terminal Marítimo de Passageiros. Vestido de branco, o público cantou com Safadão os principais sucessos musicais do País, além de lotar a festa.

No repertório, o artista trouxe as músicas ‘Vou Dar Virote‘, ‘A Dama E O Vagabundo‘, ‘Camarote‘, ‘Fala Aqui Com a Minha Mão‘, ‘Jeito Safado‘, ‘Solteiro de Novo‘, dentre outras. Além de Wesley, a dupla sertaneja Pedro e Benício e o DJ Dennis agitaram o público presente.

Em entrevista ao “Vai, Forrozão!“, Safadão afirmou que é sempre bom fazer shows na sua cidade natal. “Fazer show em Fortaleza é sempre muito especial. Mais uma vez realizamos está festa com sucesso. Os ingressos disponíveis foram todos vendidos. O cenário e a estrutura ajudaram bastante”, disse o artista.

Projetos

Com agenda lotada, o cantor tenta encontrar tempo para fazer os preparativos para a gravação do DVD em Miami, em abril de 2017. “Hoje à tarde, a gente já estava planejando e definindo alguns pontos para a gravação do DVD Miami Beach. Antes, tem a turnê pela Europa, que acontece em fevereiro”, ressalta o músico.

Decisão sobre a regulamentação da vaquejada

Safadão, assim como outros forrozeiros, apoia a vaquejada, mas cobra fiscalização para que os animais não sejam maltratados. “Eu apoio a vaquejada! Afinal, sou nordestino e sei o quanto a vaquejada representa para o nordeste. Mas eu também sou a favor da proteção dos animais. Eu acho que não deve acabar a vaquejada, mas talvez fazer uma fiscalização, tem que haver uma fiscalização”, afirma o forrozeiro ao “Vai Forrozão!“, que acrescenta: “Acabar a vaquejada não! Tem muita gente que vive dela. Eu considero a vaquejada como um esporte”, conclui.

De mudança

Em relação à sua mudança para São Paulo, Wesley afirma que sua ida para o sudeste é mais por conta de logística. “Eu não comprei nada ainda em São Paulo. É mais questão de logística por conta dos shows. É ter uma base lá, porque eu não consigo deixar Fortaleza, eu amo minha cidade. Minha família mora aqui e foi onde eu nasci”, finaliza.

Confira entrevista com Safadão (Imagens: Aurélio Alves/Edição: Walber Freitas) 

Confira galeria de fotos

Recomendado para você