Vai, forrozão

Criança com câncer tenta conhecer Safadão, mas tem expectativa frustrada; saiba o motivo

63 2
Carlos Henrique é evangélico, mas abre exceção para o Safadão (Foto: Arquivo pessoal)

Carlos Henrique é evangélico, mas abre exceção para ouvir as músicas do Safadão (Foto: Arquivo pessoal)

Carlos Henrique, de 5 anos, tem um grande sonho, conhecer o cantor Wesley Safadão. O garotinho tem câncer denominado de metastático, no qual um tumor formado por células cancerígenas se espalha para outras partes do corpo.

No último fim de semana, um produtor da festa “Garota White”, em Teresina, Piauí, ofereceu a possibilidade de realizar o sonho da criança, já que Safadão se apresentaria na ocasião. Foi então, que os pais do menino e voluntários organizaram um esquema para atender as exigências de transporte do garoto até o local do encontro. Juntos contrataram uma médica, uma enfermeira, um técnico de enfermagem e uma ambulância.

De acordo com a voluntária Silvane Silva, o produtor do evento propôs que  Carlos fosse até o aeroporto de Timon, interior do Maranhão, onde Safadão iria desembarcar para seguir rumo a apresentação em Teresina, Piauí. “Quando deu 1 hora da manhã de domingo, 11, era o horário certo para levá-lo ao encontro. O produtor chegou ao aeroporto e entramos em contato com a médica. Infelizmente a médica disse que não poderia ir mais. Quando chegou neste ponto as coisas começaram a complicar”, ressalta a voluntária.

Segundo ela, o produtor disse que se conseguissem outra médica ligassem para ele para marcar outro ponto de encontro. “Saímos do hospital e fomos para a Ponte Metálica. Quando entramos na ambulância ligamos 150 vezes para ele [produtor]. Ele nunca passou na Ponte. Decidimos levá-lo até o local do show”, conta Silvane.

Chegando lá às 2h10min o produtor atendeu a ligação e informou que não adiantava mais, pois Wesley Safadão ia subir no palco para se apresentar. “Na verdade foi uma decepção infinita. Causamos uma decepção para uma criança. Todos choraram por conta da expectativa gerada”, ressalta a voluntária.

De família evangélica, Carlos Henrique canta e se diverte assistindo Safadão. “Ele não tocou mais no assunto. Mas disse no dia seguinte que o Safadão não veio lhe ver porque não quis”, conta emocionada Silvane, ao ver a decepção do garoto.

Sem perder as esperanças, Silvane conta que vai buscar apoio de todos para realizar o sonho de Carlos Henrique. Ela solicita ajuda para uma campanha para que o garotinho consiga conhecer pessoalmente Wesley Safadão.

Em nota, a assessoria de Wesley Safadão informou que não sabia do encontro. Confira o comunicado:

“Ele jamais faria isso com uma criança, até por que ele é pai. Um contratante, acertou tudo com uma voluntária do hospital, mas só que não falaram  diretamente com a nossa produção. Logo, não sabíamos ao certo o que estava acontecendo. Soubemos o final dessa história pelas redes sociais no dia seguinte. Essa enfermeira está totalmente equivocada. Jamais o artista assumiria um compromisso desse e não atenderia. Infelizmente, esse terceiro o qual tiveram acesso, na sua boa vontade criou uma expectativa em todos e não teve o cuidado de realmente acertar detalhes com a produção do artista. Uma história muito triste e que sirva de alerta que qualquer ação desse porte tem que ter o conhecimento do escritório para que casos desses não se repitam novamente. Porque ficamos muito tristes , ainda mais por envolver uma criança. A direção do hospital já foi orientada como devem proceder nessas situações”.

 

 

Veja também: 

Recomendado para você