Varanda Casa Azul

Em quanto tempo teremos uma startup bem sucedida

Começar uma startup pode ser bem rápido. Fazer dela um negócio real é que demanda um bom tempo. Mas… quanto tempo leva para termos uma startup bem sucedida?

Nos perguntamos bastante sobre isso. A resposta curta é que demora pelo menos 4 anos para que realmente uma startup aponte para um negócio real, e poderíamos argumentar que leva de 7 a 10 anos (eita!) para que a sua startup chegue naquele verdadeiro sucesso que você pensou que teria quando a ideia apareceu na sua cabeça.

Vamos falar um pouco, então, sobre um padrão bem consistente de como esses anos de formação se consolidam.

1º ANO – TUDO É UMA VITÓRIA

O momento que você começa sua empresa e tudo que você faz é digno de grandes celebrações.

  1. Você é uma empresa – Boa!!!
  2. Lançamos o website – Uhul!
  3. Saiu na mídia – Irado!

O primeiro ano é cheio de emoção, mas, genericamente falando, também é cheio de pequenas grandes vitórias óbvias, que realmente parecem um grande progresso. O que não inclui nada que realmente te pague, mas tudo bem.

Assuma que nada no seu Primeiro Ano vai te dizer algo definitivo. Você só pode ter certeza que está bem pra começar. Pense como se fossem várias notas 10 no boletim do 1º ano do ensino médio: não significa que você vai passar no ENEM, mas pelo menos você teve um bom primeiro ano.

2º ANO – HM, CADÊ O DINHEIRO?

Algumas coisas que acontecem no 2º Ano fazem parecer que a Festa-do-Primeiro-Ano trouxe um pouco de ressaca.

Primeiro, todas as economias que você guardou pro lançamento já se esgotaram. Aquele cartão de crédito que você achou que nunca ia usar já está sem limite. Aquele mês em que você achou que tudo fosse melhorar… bem, era só aquele mês.

Agora você está se dando conta que começar um negócio não é o mesmo que validá-lo. Ganhar os primeiros clientes não significa que você tem clientes de longa data – ou mesmo pagantes. Isso só significa que alguém comprou algo que você fez.

No 2º Ano é que você começa a se preocupar se fez ou não a decisão certa. Você começa a ter dívidas de verdade. Você começa a se questionar. E é disso que as pessoas estavam falando quando disseram que ‘‘é difícil começar uma empresa’’.

A única coisa que você pode fazer no Segundo Ano é usar sua ansiedade para alcançar micro marcos de desenvolvimento e crescimento ao passar dos dias. Procurar por alguma noção de que ‘‘vai dar certo’’ é uma perda de tempo nessa hora.

 

3º ANO – A HORA DO VAMO VER (OU ‘‘VALIDAÇÃO’’)

No Terceiro Ano, o pó de pirlimpimpim acabou. Toda a animação que você tinha no início começou a se transformar em preocupação quanto a ter escolhido a carreira certa ou não.

Aí você gasta um bom tempo se questionando sobre as coisas.

O que está acontecendo no Terceiro Ano é que você teve dois anos para validar sua ideia. Como você responde à essa validação, entretanto, é a chave. E, se você não leu nada sobre isso, foca aqui nessa parte:

  1. É quase impossível ter tido um crescimento viral a essa altura do campeonato. Se você ainda está com problemas nessa parte, você está exatamente onde deveria estar.
  2. A parte que você constrói um negócio real e rentável acontece daqui a aproximadamente dois anos. Ou nunca. Mas definitivamente não é agora. Eu sei, é complicado.
  3. Essa é a parte em que você se pergunta se pode continuar nesse ritmo por outros 2 ou 3 anos. Aqui você sabe exatamente que briga está comprando e a conhece com a palma da mão. Se não parece valer a pena, é uma boa hora pra sair fora.
  4. Ninguém sabe se o que você está fazendo vai ter muito sucesso daqui pra frente, então não dê muito crédito ao que as outras pessoas estão te falando.

Nesse momento, não é muito sobre ser dono de uma startup, é mais sobre se preparar para liderar um negócio em fase de crescimento. Você tem que tomar a decisão: esse é ou não é o trabalho que você quer ter?

 

4º ANO EM DIANTE – ONDE A MÁGICA ACONTECE

Se você for olhar as histórias das grandes companhias, você vai descobrir que muitas começaram com um tiro no escuro e seguiram por alguns anos até que um dia, finalmente, entenderam que o que eles tinham valia alguma coisa.

Se você não está seguro sobre isso, lembre-se por exemplo da história do Facebook, que começou como um site para avaliar pessoas de uma Universidade nos Estados Unidos. (Dica de filme: A Rede Social, conta a história do textoEles foram descobrindo seu real valor com o tempo, foram adicionando funções e são o caso de sucesso que conhecemos hoje, depois de alguns anos. Essa história de criarem um aplicativo e dar tudo certo da noite para dia é uma história de milagre, e não de sucesso. Nem se baseie nisso.  

A razão pela qual a maioria das empresas não encontra seu ‘‘lugar-no-mundo’’ até o Quarto Ano (ou depois) é que demora até então para que cada aspecto do negócio tenha sido revisado e refinado – experiência de compra, desenvolvimento do produto, branding, time, indicadores – a lista é longa. E todas essas coisas precisam de várias iterações para darem certo, o que toma tempo. Aqueles três últimos anos penando? Isso é só tempo mínimo (se não for mais) pra conseguir todas aquelas coisas bem feitas e, então, começar uma empresa.

 

UAU. PARECE DIFÍCIL DEMAIS!

E é mesmo. Quer moleza senta no pudim, né?

Ter uma startup não é um exercício para criar uma grande empresa, é uma maratona emocional que acaba agregando marcos empresariais. Ao mesmo tempo que você vai ter que ter aquele insight e tomar decisões para poder construir uma empresa massa, é de grande valor emocional ver além disso. Apenas lembre-se que tudo isso demora um certo tempo. Não existe atalho, e tudo bem com isso.

 

Texto adaptado de Wil Schroter, disponível em https://www.startups.co/articles/how-long-will-it-take-for-my-startup-to-be-successful

Recomendado para você