Varanda Casa Azul

Ideação: Como achar o próximo sucesso

Todo mundo quer “topar” em uma pedra e magicamente surgir com a ideia do próximo unicórnio. Mas quando falamos de construção de ideias de sucesso, muitas vezes complicamos, acrescentando muitas componentes e estratégias, tornando as nossas soluções difíceis de usar, compreender, e caras para manter.

Quando pensamos em empreendimentos de sucesso, eles são normalmente aplicações simples ou que começaram de maneira simples. O Google antes de ser esse gigante com diversos serviços de informação, começou com sua simples ferramenta de buscas.

Mas você é daqueles que acha que não existe fórmula para conseguir gerar mais e melhores ideias? Acha que depende só da criatividade? Pois abaixo citamos algumas estratégias já testadas pelo pessoal da Appster (www.appsterhq.com/) para criar ideias simples e efetivas. Elas foram projetadas para ideação de aplicativos, mas vemos que podem ser aplicadas para qualquer tipo de negócio.

1. Treine para virar uma máquina de ideias

Ser uma máquina de ideias é nunca estar sem uma, independente das situações que são jogadas para você. Pode soar um pouco irrealista eu sei, mas não é, e o caminho para chegar a isso é a prática. Aqui vão algumas dicas de como se tornar uma máquina de ideias:

1.1 Propor tópicos para a realização de Brainstormings

Você deve se perguntar sobre quais tópicos abordar, mas lembre-se: A chave desse processo de ideação é se divertir, então não se limite a ideias somente de negócios.

Pense fora da caixa e se permita explorar tópicos como “10 aplicativos ridículos que gostaria de ter”, “10 novas soluções que podem resolver um problema que estou enfrentando”, ou “10 soluções que posso reinventar”.

1.2 Gerar uma grande quantidade de ideias

Mas quantas ideias seria o ideal?

10 ideias.

A maioria de nós não encontra dificuldade em conceber algumas ideias, mesmo que seja centralizada em uma área que não conhecemos muito. Mas depois da quinta ideia é que vem o desafio – quando nos encontramos na situação do famoso “branco”.

Então o ponto desse exercício é quebrar essa etapa para construirmos nossa musculatura de ideias com o tempo.

1.3 Não avalie ideias nesse momento

Avaliar ideias não é a prioridade nesse estágio. Sua prioridade é tentar múltiplas ideias para ver aquela que traz o entusiasmo dos clientes e o seu também.

Ao final deve vir a pergunta: “Quanto tempo é necessário para se tornar essa “máquina de ideias?”. A sugestão é que aplicando essas dicas diariamente você consiga fazer isso dentro de 6 meses. Parece bastante tempo, mas para tudo é necessário prática, então já dá pra começar a exercitar.

2. Mergulhe em sua habilidade de resolver problemas

Ideação não é a procura por ideias, é identificar problemas e gaps em produtos e serviços. Pois boas ideias são difíceis de ter, já os problemas estão por toda parte. Quase todos os produtos e serviços que você usa no seu dia a dia foram criados para resolver algum problema.

Aqui vão 4 estratégias que podem te ajudar nessa habilidade de resolver problemáticas:

2.1 Revise os problemas que você encontra no dia a dia

O primeiro passo é identificar os problemas que você mesmo encontra.  Pode ser difícil vir ideias em uma rodada de brainstorming, então comece por observar qualquer momento de frustração que aconteceu no seu dia – podem ser interrupções ou atrasos no trabalho ou até problemas da sua vida pessoal. A primeira vista, esses problemas podem parecer pequenos ou sem importância, mas resolver um problema pessoal foi o ponto de partida para empresas como a Dropbox – a sua ideia teve início quando seu fundador se frustrou com a falta de opções de armazenamento de seus arquivos.

2.2 Preste atenção nas conversas do dia a dia

Conversas diárias e aparentes reclamações banais podem ser uma boa fonte de inspiração.

Tente guardar alguns dias na sua semana para observar mais de perto e anotar problemas que surgem em conversas ao seu redor. “Eu queria que isso fosse melhor…”, “Eu odeio isso…”, “Por que esse problema continua acontecendo?” são frases para se ficar atento quando surgirem em uma conversa.

2.3. Passeie pelas mídias sociais

As mídias sociais são um ótimo jeito de encontrar problemas de larga escala enfrentados por indivíduos ou comunidades pelo mundo.

Há meios diferentes para se conduzir uma pesquisa via mídia social: você pode criar hashtags em torno de problemas que você escolheu utilizando os métodos falados anteriormente, ou pode vir com uma lista de hashtags sobre um tópico ou problema que você está preocupado.

2.4. Vá aonde seus potenciais usuários estão

Artigos e comentários em blogs, fóruns, grupos de discussão, são ótimas fontes de informações e também são um ótimo jeito de interagir com sua potencial audiência.

Anote sobre problemas comuns e questões que estão sendo discutidas, e também não hesite em comentar e iniciar novas discussões sobre algum ponto – isso pode iniciar conversas que darão uma luz para você sobre problemas que você pode não ter se dado conta ainda.

3. Fique de olho em seus possíveis concorrentes

A análise de sua competição deve ser feita em vários estágios de um negócio durante seu ciclo de vida: no processo de ideação, antes de grandes mudanças no seu negócio e estratégia, e durante intervalos regulares de tempo, para manter as mudanças no seu quadro competitivo atualizadas.

Abaixo vamos focar em análises competitivas durante a fase de ideação.

3.1 Preste atenção aos comentários e feedbacks

Os comentários e feedbacks dos clientes da concorrência são um grande tesouro de informações. Comece por olhar as avaliações e notas deixadas pelos usuários – desde comentários em redes sociais até posts em fóruns. Isso permite que você tenha uma ideia clara das estratégias que importam para seus potenciais usuários.

3.2 Pesquise a fundo sobre as estratégias de seu competidor

Ao pesquisar a fundo sobre as estratégias de seu competidor você pode quebrá-la em elementos simples, e realizar um processo para replicá-las.

O objetivo não é imitar o que seus competidores estão fazendo, mas combinar as estratégias de sucesso deles com suas ideias, criando conceitos e soluções para seu negócio.

Aqui vão algumas perguntas que podem ser feitas durante esse processo de pesquisa:

  • Quais estratégias deram os melhores resultados para meu competidor?
  • Quais as estratégias que não obtiveram sucesso?
  • Como posso melhorar as estratégias do meu competidor?
  • Como adaptar essas estratégias para funcionar no meu negócio?

É importante também não se esquecer de seus concorrentes indiretos. Embora eles sejam diferentes, eles ainda tem um público similar ao seu, e é importante prestar atenção em como eles estão atraindo e engajando esses usuários em seus serviços.

Aqui vão algumas perguntas para serem feitas durante a pesquisa sobre os competidores indiretos:

  • Em qual área o produto deles é similar ao seu?
  • Quais as estratégias que eles adotaram que ajudaram a conquistar e reter seus usuários?
  • Como essas estratégias podem ser melhoradas?
  • Você pode adaptar essas estratégias para funcionar para o seu negócio?

4. Fique atento às novas tendências

O constante cenário de inovação e mudanças em que vivemos é bastante desafiador. Tendências como realidade aumentada, inteligência artificial, big data, chatbots e outros, estão revolucionando os negócios de hoje em dia.

Estratégias e soluções que são efetivas agora, podem não ser no estalar de alguns meses. Gerar ideias que se comuniquem com os usuários de hoje requer um constante estudo das tendências de mercado.

E esse estudo não deve se limitar somente a indústria que seu negócio está centrado. Comumente startups caem na cilada de viver na bolha do próprio segmento, analisando somente suas tendência e boas práticas, falhando em entregar serviços que se destaquem. Isso pode ser prevenido ao se estudar tendências e ideias de outros segmentos e analisar a sua incorporação em seu negócio.

Gostou das dicas? A ideação é só o primeiro passo de muitos, por isso, no nosso próximo texto vamos falar sobre o que fazer para desenvolver melhor essa enxurrada de novas ideias que irão surgir em suas cabeças. 

Até lá!

 

Texto adaptado do artigo

https://www.appsterhq.com/blog/simple-app-ideas/

Recomendado para você