Ancoradouro

Jornalista da Record critica Papa João Paulo II

Print scream do site de Paulo Henrique Amorim

A síndrome do vitimismo  acometeu o Partido dos Trabalhadores nestes anos de poder e contagiou a quem por ele trabalha. Antes de governar o Brasil todos tinham a reles ilusão que seria diferente com o PT, não haveria roubos e falcatruas e  enfim a nação deslancharia num projeto totalmente novo e autônomo. No entanto, não foi o que aconteceu.

Retornemos à síndrome.  Quando metido em apertos,igual a uma criança o Partido rubro proced. O primeiro passo é fazer-se de vítima, se colar passa para o segundo, por  a culpa do engodo em alguém. Somente para ilustrar foi o que aconteceu no caso da quebra de sigilo de parentes do oponente José Serra, do PSDB. O Tucano, de vítima passou a culpado. Nas declarações de Dilma Rousseff seria um aproveitador da situação. Já no caso Erenice Guerra, Dilma também se esquivou qual coitadinha, traída pelo braço direito.

Quando os eleitores mais ligados a fé católica e os evangélicos começaram a divulgar na internet as declarações registradas de Dilma a favor da descriminalização do aborto, o recém aluno da cartilha petista, Gabriel Chalita, saiu-se muito bem na primeira lição, nas entrevistas concedidas para minimizar a repercussão negativa do posicionamento de sua babalorixá disse que ambos – inclusive ele – estavam sendo vítimas de boataria.

"na foto, satanás", diz a legenda da foto do papa João XXIII

Pois é, a tal síndrome contagia mesmo. O último, do séquito do PT, Rousseff e companhia foi o jornalista Paulo Henrique Amorim, da Rede Record, emissora de Edir Macedo que já declarou publicamente voto em Dilma e conclamou os fieis a fazerem o mesmo. A manchete do site do jornalista – print scream acima – é esta: Dilma é vítima de 27 anos de João Paulo II.

 Quando li o descabimento fiquei em dúvida se Paulo Henrique Amorim  manifestava no artigo o espírito de Macedo ou  do Petismo. Na verdade, manifestava o espírito dos dois, uma verdadeira legião. Ainda na mesma página ilustra o artigo uma imagem do papa João XXIII com a legenda: na foto, satanás.

Na legião por quem se faz voz o jornalista podemos citar as inúmeras personalidades ligadas à Teologia da Libertação, desvio doutrinário perigoso nascido na América Latina do qual livrou a Igreja João Paulo II e hoje o papa Bento XVI, para quem aliás sobram críticas no artigo do sexagenário repórter, hoje a serviço de uma igreja evangélica ‘?’ abortista.

“A Igreja do aborto do Serra é a do Cardeal Ratzinger. Eles se merecem”.

Trecho equivocado este citado acima  por PHA. A Igreja não é do aborto, é contra o aborto e sua descriminalização. Ela não é Serra, nem Dilma, nem Marina, nem Plínio ou político algum porque é de Cristo seu fundador que por defender a vida torna-se esta também sua  bandeira. Mas poderíamos formular uma outra proposição, a Igreja do aborto de Dilma é a mesma de Macedo. Eles se merecem.

 Assista vídeo de Macedo defendendo o aborto aqui 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=NofiRV7g9R4[/youtube]

Nenhum comentário

  • Luciana disse:

    A Record está virando eleitoreira do PT… decepção. Acredito que até nossos irmãos evangélicos estão decepcionados com a postura da emissora do Edir Macedo, defensor do aborto. “Satanás” talvez esteja mais próximo do Paulo Henrique Amorim do que ele pensa…

  • Whermeson Bezerra disse:

    Vanderlúcio, o único candidato a presidente nestas eleições que já assinou medidas para fazer abortos foi José Serra (PSDB), quando foi Ministro da Saúde. Lembro-me que no dia da promulgação desta medida os jornais mostraram católicos e evangélicos unidos em Brasília protestando contra a medida. E mesmo assim o ministro Serra e o Presidente FHC, ambos do PSDB confirmaram a medida. Nestes oito anos da era PT, saíram os radicais que queriam o comunismo e saíram de cena os envolvidos com escândalos, o que mostra que o PT pode rever seus conceitos. No entanto, os mesmos políticos do PSDB que se envolveram em escândalos permaneceram nos holofotes políticos o que demonstra indiferença à população. Meu maior medo, não é o PT pois já mudaram conceitos enraizados do partido. O meu maior medo é o PSDB que não mudou seus conceitos nestes 20 anos em que acompanho notícias políticas.

  • Whermeson Bezerra disse:

    Vanderlúcio, proponho fazer uma postagem comparando propostas e ações realizadas dos dois candidatos e partidos, pois no momento o seu blog está contra uma única candidatura. Como minha memória de elefante não tem falhado, lembro-me que no Halleluya foi distribuído panfletos de um candidato a deputado federal do PSDB, e parece-me que estás mais tomando partido do que comparando propostas. Para tomar como exemplo que os dois partidos devem ser comparados e confrontados envio uma manchete recente: Serra reafirma ser a favor da união civil homossexual. Candidato evita bater de frente com a Igreja Católica, mas lembra que distribuiu preservativos quando foi ministro.
    http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/serra+reafirma+ser+a+favor+da+uniao+civil+homossexual/n1237800855241.html

  • Luis disse:

    O PT é hoje o que era o PSDB quando saiu do poder, só que o que havia de ruim no PSDB agora está pior no PT. Sr. Whermeson, estamos a caminho de uma ditadura vermelha… É hora de agirmos! O próprio Bicudo, um dos fundadores do PT declarou voto em Serra

    http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/noticias/0,,OI4739650-EI15315,00-Fundador+do+PT+e+exvice+de+Marta+Bicudo+declara+voto+em+Serra.html

    por absoluta falta de melhor opção… É por falta de algo melhor que devemos votar no tal do Serra e tentarmos mais uma vez, nas futuras eleições que virão 4 anos depois, melhorar mais ainda…

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *