Asas e Flaps

A321LR “vai longe” em voo recorde

Esta variante do Airbus A321, que entrará em serviço em 2018, tem a maior autonomia de jato de passageiros de corredor único

 

Toulouse, 16 de abril de 2018 – A variante A321LR do jato de passageiros A321 da Airbus mostrou sua impressionante autonomia com um voo recorde de Mahé, nas ilhas Seychelles, a Toulouse, na França – cobrindo uma distância total de 4.750 milhas náuticas em 11 horas.

Esse marco foi alcançado no final de março como parte do programa de 100 horas de testes e certificação de voo do A321LR. Para tornar as condições de voo mais realistas possíveis para avaliar os sistemas de cabine, o A321LR transportou 162 “passageiros” – bonecos que replicam o calor dos seres humanos – além de sua equipe de testes de 16 membros.

 

De acordo com o engenheiro de testes de voo Jim Fawcett, as características de voo e o consumo de combustível do A321LR durante toda a longa viagem foram conforme se esperava. “O A321LR completou 15 voos de teste. É uma excelente aeronave que cumpre suas promessas em termos de comportamento de voo, conforto dos passageiros e consumo de combustível”, acrescentou.

 

A Air Seychelles, que opera aeronaves da Airbus em seus serviços internacionais, recebeu uma delegação sênior da empresa durante a visita do A321LR.

Equipado para um desempenho elevado de longo alcance

O A321LR tem a maior autonomia do que qualquer jato de passageiros de corredor único, com um peso máximo na decolagem de 97 toneladas (comparado com 93,5 toneladas do A321), além do acréscimo de um terceiro tanque de combustível auxiliar central. A aeronave é ideal para rotas transatlânticas, permitindo que as companhias aéreas explorem novos mercados de longo percurso que não eram acessíveis anteriormente com as atuais aeronaves de corredor único.

 

O A321LR – que está dentro do cronograma para entrar em serviço em 2018 – também apresenta uma nova configuração de porta que permite acomodar até 240 passageiros na fuselagem mais larga de corredor único dos céus.

 

O voo recorde seguiu o teste de clima quente do A321LR realizado no Aeroporto Internacional de Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, que foi escolhido pela Airbus devido às condições climáticas ideais e excelentes instalações dessa localidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *