Assim Caminha a Humanidade

“THE BOYS”: uma série sobre o lado B dos super-heróis

295 2

“THE BOYS é uma visão irreverente do que acontece quando super-heróis, que são tão populares quanto celebridades, tão influentes quanto políticos e tão reverenciados como deuses, abusam de seus superpoderes ao invés de usá-los para o bem” (Prime Video).

Animou pra ver? Pois olha mais o que diz essa matéria do Metro Jornal:

Cansado da estrutura de filmes e séries de heróis? “The Boys”, que acaba de estrear no serviço de streaming Amazon Prime Video, se propõe a ser um contraponto aos principais expoentes desse formato ao apresentar uma trama politicamente incorreta e violenta.

A nova produção é baseada nos quadrinhos homônimos de Garth Ennis e Darick Robertson e apresenta uma realidade na qual super-heróis são celebridades arrogantes que usam seus poderes para fins nem sempre muito altruístas.

The Boys
Antony Starr vive Homelander, um tipo de Superman às avessas

Isso leva à formação de um grupo de pessoas normais e sem qualquer habilidade sobrenatural com o objetivo de revelar o verdadeiro caráter desses mitos, cujas carreiras são gerenciadas por um conglomerado multibilionário.

A produção da série é assinada por Eric Kripke e Seth Rogen, entre outros, e tem no elenco nomes como Karl Urban, Elisabeth Shue e Simon Pegg. A primeira temporada conta com oito episódios, e a segunda já está garantida – o anúncio foi feito na última Comic Con San Diego.

Apesar da temática “heroica”, a série capricha na violência e na linguagem desbocada, tornando-se imprópria ao público infantil.

“A série é, na verdade, sobre o que acontece quando você usa celebridades para manipular as pessoas, levando pessoas comuns a agir contra seus próprios interesses. ‘The Boys’ é uma série divertida de super-herói, mas é também um retrato incrivelmente preciso do mundo em que vivemos”, disse Kripke durante a feira americana de cultura pop.

[Obrigada Artur Lins (@artbarrett), ouvinte do podcast Assim Caminha a Humanidade, por nos mandar o link do Metro Jornal!]

Recomendado para você

2 Comentários

  • Artur Barretto Lins disse:

    O Seth Rogen (sim, o gordinho às vezes barbudinho a quem amo e que faz um monte de filme de comédia) também produz Preacher, com o Dominic Cooper (o Howard Stark nos Vingadores), série também adaptada dos quadrinhos adultos do Garth Ennis. O Ennis consegue ir além dos maniqueísmos e nos levar a uma reflexão sobre o caminhar do indivíduo no meio social, e como um afeta o outro.

    • Pati Rabelo disse:

      Tb parece outra história muito boa, Artur!
      Eu não consegui começar a ver THE BOYS ainda, mas já tô com os 8 eps guardados numa caixinha de cristal aqui <3

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × quatro =