Beleza e Saúde

Dica de mestre

Dermatologista Luciana Oliveira, professora de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Christus, nos recebeu em seu elegante apartamento, de vista para o Parque do Cocó, para uma conversa animada sobre rejuvenescimento. O foco do bate-papo: como dá um UP nas orelhas.

ROBERTA FONTELLES PHILOMENO – É verdade ou mito que as orelhas e o nariz crescem como o passar dos anos?
LUCIANA OLIVEIRA – É verdade sim. A cartilagem das orelhas tende a amolecer e a pele a ficar mais flácida, devido à perda de colágeno. É um processo que faz parte do envelhecimento intrínseco.

RFP – Não tem como prevenir?
LO – Como falei é um processo intrínseco do envelhecimento, mas podemos ter alguns cuidados, como: não usar brincos muito pesados e aplicar, principalmente os homens, protetor solar na região. A partir dos 36 anos já notamos uma mudança nas orelhas, um envelhecimento muito sutil. Depois dos 60 anos o envelhecimento é bem visível.

RFP – Tudo bem, as orelhas vão envelhecer, não tem como prevenir, mas pelo menos tem tratamento reconstrutor?
LO – (risos) Tem!!! Através de seções de laser que trata a flacidez e estimula a produção de colágeno e aplicação de ácido hialurônico, que é o que temos de melhor. Fizemos um estudo com 10 pacientes, do Centro de Dermatologia Dona Libânia, e o resultado com o ácido é imediato e os lóbulos ficam, na hora, mais gordinhos e durinhos. As mulheres vão poder usar brincos novamente sem constrangimentos. Não adianta fazer tratamentos no rosto, no colo para rejuvenescer e as orelhas “entregarem” a idade. O único problema é que o efeito do ácido hialurônico é temporário, dura de seis a nove meses.

SERVIÇO
Clínica de Dermatologia Luciana Oliveira
Rua Antônio Augusto, 1271. Sl. 1306. Aldeota
Tel.: (85) 3253-1078

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 20 =