Beleza e Saúde

Abdominoplastia para homens


Abdômen de Jesus Luz é referência, marmanjos surgem nos consultórios de cirurgia plástica com a foto do modelo. Só que bisturi, sozinho, não faz milagre, meu povo

Os consultórios e os centros cirúrgicos de Fortaleza estão lotados nestas férias de janeiro, em busca de retoques, através da cirurgia plástica. Em seis anos que cubro o segmento, nunca vi tamanha movimentação. E fiquei mais impressionada com o aumento no número de homens recorrendo ao bisturi e à procura pela abdominoplastia, cirurgia conhecida das mulheres.
A cirurgiã plástica Cláudia Rodrigues diz que os marmanjos buscam a abdominoplastia pelos mesmos motivos da mulherada. Redução da flacidez e retirada do excesso de tecido adiposo do baixo ventre. “Eles também querem melhorar a silhueta”. A única diferença no procedimento é a cicatriz, que tem uma forma mais reta. “A cicatriz peri-umbilical nos homens chega a ser de melhor qualidade do que nas mulheres, devido aos pelos masculinos”.
Se o paciente sofre de sobrepeso não é rigorosamente necessária uma dieta de emagrecimento antes da cirurgia. “Quem determina se há necessidade de redução de peso ou não, é o Índice de Massa Corpórea (IMC), que define se o paciente sofre de sobrepeso ou de obesidade”, esclarece Cláudia, que avisa logo: “Quem faz abdominoplastia não obtém imediatamente a tão sonhada barriga de tanquinho”.
Para chegar ao abdômen de crocodilo do modelo Jesus Luz ex-namorido de Madonna, ou do apresentador Rodrigo Faro, da Record, meu amigo, são necessários anos de dedicação à prática de exercícios físicos e seguir uma alimentação saudável. Nenhum bisturi vai realizar seu sonho
O queridíssimo jornalista Júlio Macedo, paciente de Cláudia, foi recomendado a fazer essa cirurgia, incluindo várias lipos no corpo, nas coxas, costas e abdômen, pois estava acima do peso, com 109 kg. “Antes eu me sentia um pouco descriminado por ter um excesso de peso, ia comprar roupas e nunca tinha a que eu gostava”, diz. Depois de 15 dias, Júlio começou com o processo de pós operatório, fazendo drenagens linfáticas. “O segredo do pós-operatório é beber muito líquido, muita água e sucos sem açúcar. Eu comi muita verdura, fígado, por conta da perda de sangue da cirurgia, não comi massas e nem refrigerantes durante 6 meses, e com 30 dias de operado entrei na academia e malhei primeiro durante 10 dias só aeróbico, esteira e bicicleta, depois comecei na musculação. Perdi quase 30 kg, minha vida mudou completamente”. Seu manequim passou de 50/52 para 42/44.


Assim como sessões de drenagem linfática, a cinta é peça importantíssima no pós-operatório da cirurgia de abdominoplastia

SERVIÇO
Clínica Cláudia Rodrigues
Av. Atilano Moura, 530 – Edson Queiroz
Tel.: (85) 3216-3333