Beleza e Saúde

Lipoaspiração para o combate da celulite

A celulite é um dos temas de destaque do XII Simpósio Internacional de Cirurgia Plástica, que termina domingo, em São Paulo. A novidade, digamos assim, foi a lipoaspiração contra os temíveis furinhos que detonam qualquer visu. A “nova” lipo se diferencia da lipoaspiração tradicional por três características.
A primeira diz respeito à maneira de lipoaspirar a região que apresenta celulite. Segundo o cirurgião plástico Ewaldo Bolivar Pinto, que desenvolveu a técnica após 14 anos de estudos, é desprendida a camada de gordura, liberando os “botões” responsáveis pelos aparecimentos das irregularidades na pele. Após soltar esses bolsões, o cirurgião deve fazer uma manobra, denominada “manobra de pizzaiolo”, para expulsar e retirar a gordura que está solta. A cânula utilizada também apresenta diferenças. Mais fina e feita em aço inoxidável e tem na ponta um anel liso na parte externa e cortante na parte interna. “O instrumento permite manobras mais precisas e garante mais flexibilidade”.
A cirurgiã plástica cearense Cláudia Rodrigues (CRM 5375), que é um dos destaques da minha Coluna Especial, na primeira edição da revista Cirurgia Plástica, do OPOVO, diz que a nova técnica vem integrar o arsenal contra a celulite (lipodistrofia ginóide) e funciona muito bem no tratamento da região do culote (região lateral superior das coxas), por exemplo. O pré-operatório é igual ao da lipoaspiração convencional, mas o pós-operatório, por conta do desprendimento da gordura utilizando a “manobra de pizzaiolo” e a utilização da nova cânula, é menos dolorido, ocasiona menos inchaço e menos edema.
Mas se você não deseja “entrar” no bisturi, Cláudia Rodrigues aconselha ações preventivas da celulite (acúmulo de gordura, com mistura de tecido fibrótico e linfa, mais abundantes em determinadas áreas, por ação hormonal, do que os homens), como: alimentação saudável, de baixa caloria, sem muito sal (porque retém líquido) e gordura + prática de exercícios físicos + massagens corporais. “Existe um forte componente genético que colabora para o aparecimento em menor ou maior grau desse distúrbio”.

Nenhum comentário

  • Érica disse:

    Olá gostei muito dessa matéria, pq sofro desse problema a muito tempo. E tenho muita vontade de fazer algum tipo de tratamento que amenise ou acabe com essas terríveis celulite. Gostaria de receber mais informações sobre essa lipoaspiração. Se já tem em todos os estados.
    Atenciosamente Érica

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − 1 =