Beleza e Saúde

Democratização de depilação definitiva!!!

A democratização da depilação definitiva ou semi definitiva, como preferir, hoje, no Brasil, é um movimento que veio para ficar e ajuda às mulheres e aos homens a se livrarem de pelinhos indesejáveis. Antes, destinada a uma população privilegiada, que podia pagar até R$ 300 por sessão, agora encontramos sessões por até R$ 60, na chamada fotodepilação, em pacotes criados pela Não + Pelo. “Estamos popularizando um serviço que sempre foi sonho de consumo dos brasileiros”, avalia Luis Brás, diretor nacional da rede, direto de SP.
A técnica elimina os pelos de forma duradoura, através da luz pulsada intensa (LPI). O método é frequentemente confundido com a depilação a laser. A principal diferença é que o laser (que tem o preço mais elevado) emite uma concentração de energia maior no local que age também sobre a pele, tornando o tratamento doloroso, enquanto a fotodepilação é um tratamento quase indolor.
Em relação aos métodos convencionais de depilação, como a cera e lâmina, a luz pulsada intensa ainda clareia a pele manchada e elimina os problemas de foliculite (infecção bacteriana causada pela raspagem dos pelos). “Depois que comecei o tratamento, a pele das minhas axilas ficaram bem mais claras e os pelos estão bem ralos”, conta a jornalista Carolina Sampaio. O número de sessões é baseado na região a ser depilada, realizadas a cada 30 dias, e são necessárias oito, minimamente, para dá adeus aos pelinhos.

SERVIÇO
Não + Pêlo
Av. Senador Virgílio Távora, 1461, Lj 07. Aldeota
Tel.: (85) 3021-3397

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *