Beleza e Saúde

Saiba como renovar seu olhar com cirurgia plástica!!!

Qualquer sinal, como rugas, “pés-de-galinha” e bolsas ao redor dos olhos alteram a  fisionomia, dando uma aparência de envelhecimento e cansaço, mesmo depois de longas horas de sono a fadiga do olhar ainda é a mesma.

E, quando os olhos passam a refletir uma imagem de uma pessoa cansada e com o olhar sem brilho,o que fazer? Você já ouviu falar na blefaroplastia???Ela pode ser a melhor opção para eliminar estes sinais. Essa palavra estranha nada mais é que um  tipo de cirurgia plástica indicada no tratamento do excesso de pele, das bolsas de gordura nas pálpebras!

“Do ponto de vista estético, o ideal é que a cirurgia seja realizada quando o paciente estiver incomodado com o aspecto de suas pálpebras, o que ocorre mais comumente após a terceira e quarta década de vida. Já do ponto de visto funcional, deve-se avaliar a existência de alterações anatômicas que exigem reparo como, o ectrópio (pálpebras inferiores caídas), assimetrias, flacidez muito grande com dificuldade de leitura ou ptose palpebral, ou seja, pálpebras superiores caídas” conta o Cirurgião Plástico e professor assistente do Instituto Ivo Pitanguy Dr. Eduardo Lintz.

Pós-cirúrgico e resultados:

Após a realização da blefaroplastia o paciente deverá manter repouso relativo, com a cabeça mais elevada, fazer compressas com soro fisiológico ou água fria por dois dias, evitar agressões externas como ventos e frio, usar óculos escuros para proteger os olhos do sol e aplicar colírios que serão indicados em cada caso.

Como a maioria das cirurgias plásticas, o resultado final é obtido quando a drenagem linfática natural do corpo se restabelece. Isso ocorre aproximadamente três meses após o procedimento. O especialista ressalta ainda que a drenagem linfática realizada por fisioterapeuta é importante também para se obter o resultado de forma mais rápida. “O segredo para um resultado bem sucedido é manter a anatomia do paciente, evitar grandes ressecções de pele e gordura e respeitar as características étnicas. Além disso, a experiência cirúrgica, a escolha dos pontos, o conhecimento, o julgamento correto das alterações dos tecidos juntamente com as características faciais observados ao se realizar a cirurgia vão determinar a aparência e o resultado final”, finaliza Dr. Eduardo Lintz.

Serviço:

www.clinicalintz.com.br

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *