Beleza e Saúde

Entrevista exclusiva com o dermatologista Luiz Eduardo Galvão, saiba como cuidar da sua pele nesse sol!

A chamada “quadra-chuvosa” que acontece nos meses de fevereiro, março, abril,e maio em Fortaleza já está chegando ao fim. O clima da capital promete esquentar ainda mais. Você já está preparando sua super proteção? Você que deseja uma pele linda não pode descuidar do fator de proteção. Ainda existe uma grande dúvida sobre o uso o uso dos protetores solares.Tire todas as duas dúvidas nessa entrevista exclusiva com o dermatologista Luiz Eduardo Galvão e aposte na sua proteção.

Blog O Povo: Quais são os danos que os raios solares causam em nosso organismo e em nossa pele?

Dr. Luiz Eduardo Galvão: Os raios ultravioleta do sol podem causar queimaduras e à longo prazo envelhecimento, favorecendo também o surgimento de lesões de câncer de pele, além disso, a exposição solar excessiva diminui as defesas imunológicas do organismo, favorecendo por exemplo, o surgimento de infecções.

Blog O Povo: Como se expor com segurança aos raios solares no Ceará? O que fazer e o que usar em relação aos protetores físicos e químicos?

Dr. Luiz Eduardo Galvão: Principalmente em regiões ensolaradas como o Ceará, deve-se evitar atividades ao ar livre em excesso entre as 10 e as 16 horas. O uso de guarda-sol, chapéu, mangas compridas e do filtro de proteção solar podem proteger a pele da ação dos raios ultravioleta do sol.
Também é importante a educação de crianças, adolescentes e jovens abaixo de 25 anos quanto aos riscos de exposição solar prolongada, para evitar os efeitos de longo prazo dos raios ultravioleta como o câncer de pele.
O filtro solar é importante mas não libera a pessoa a se expor indiscriminadamente ao sol. Sua proteção é limitada e deve ser sempre acompanhada das demais medidas de prevenção.

Blog O Povo: Sabemos que o sol está diretamente ligado com a estimulação de vitaminas que produzem o cálcio no nosso organismo. Quais os outros benefícios do sol em nossa vida?

Dr. Luiz Eduardo Galvão: O sol pode fortalecer os ossos, combater a osteoporose, sintetizando vitamina D em nossa pele. Também pode ter ação antidepressiva e efeito antiinflamatório em doses moderadas.

Blog O Povo: Como escolher o protetor solar de acordo com o nosso fototipo?

Dr. Luiz Eduardo Galvão: Em geral, quanto mais clara for a cor da pele, mais cuidados são precisos, sendo maior o fator de proteção necessário. O FPS indicado nos rótulos traduz quantas vezes multiplica-se o tempo em que alguém pode ficar exposto sem sofrer queimadura solar. Dessa maneira, uma pessoa que levasse 20 minutos para ficar vermelha ao sol, sem nenhuma proteção, ao usar filtro solar com FPS 15, este tempo se multiplicaria por 15 e ela levaria então 300 minutos (5 horas), para ficar vermelha.
Nós dermatologistas, recomendamos o uso de filtro pelo menos fator 15, especialmente nas áreas expostas ao sol, como rosto, tronco, mãos. Existem os de FPS mais alto, como 30, 45 ou 60 para quando se deseja maior proteção, levando-se em conta a sensibilidade da pele para vermelhidão ou tendência à manchas escuras ou para o tempo mais prolongado de exposição.

Blog O Povo: Os protetores que prometem fator de proteção 100 são verdade ou mito? A partir de que fator essa proteção torna-se mentira?

Dr. Luiz Eduardo Galvão:Quanto mais clara for a pele, mais alto deve ser o FPS do protetor(o mínimo seria pelo menos fator 15). Em pessoas de pele muito clara, antecedentes de câncer de pele ou com tendência a manchas do sol, vale a pena investir nos fatores de proteção mais altos, mesmo que as diferenças de proteção não sejam muito grandes – o FPS 15 filtra 93,3% da radiação ultravioleta B, enquanto o FPS 30 evita 96,7%.
Ainda não é possível se proteger 100%, porém com valores mais altos se consegue um aumento do espectro de proteção. O FPS é uma medida imperfeita do dano à pele e devido à controvérsia sobre o grau verdadeiro e a duração da proteção oferecida são impostas restrições nos rótulos do produtos. Em muitos países, instituiu-se o rótulo de FPS 30+ para marcas que oferecem mais proteção, devido ao fato que um filtro solar com FPS superior a 30 não oferece proteção significantemente maior.

Blog O povo: Protetor solar para o rosto e para o corpo devem ser diferentes? Quais áreas devemos sempre proteger?

Dr. Luiz Eduardo Galvão: O mais importante é usar um filtro solar fator 30 antes da exposição solar em áreas expostas(rosto, decote/pescoço e braços) em pessoas de pele clara e fator 15 nas peles morenas. Pode-se usar o mesmo produto, mas para uma maior adesão ao uso, em geral recomendamos produtos em gel ou com toque mais seco para o rosto e em creme ou loção que são mais fáceis de espalhar para os braços e decote.

Serviço:

Dr. Luiz Eduardo Galvão
Dermatologista
CRM 8114
Fone: (85) 9676.2525/8699.2660

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *