Beleza e Saúde

Os benefícios e cuidados com o consumo de whey protein, com a supernutri Danielle Lodetti, da Clínica Reviva Nutrição

 

Blogueira Bella Falconi, a rainha fitness do Brasil nos EUA, muitos músculos à base de proteína e musculação

 1 O consumo de proteína é a base de nossa alimentação. Foi um dos fatores decisivos, de acordo com o jornal científico online PLOS One, para nossos ancestrais, os hominídeos, consumidores de carne, desenvolverem o cérebro e hoje chegarmos a Homo Sapiens. No mundo hipermoderno, como queria, a proteína ganhou novas funções. Além de fornecer calorias para um cérebro ávido por energia, é obrigatória no cardápio de quem deseja músculos fortes, definidos. Presente na alimentação das falsas magras como as blogueiras Gabriela Pugliese e a #TUDO Bella Falconi.

2 Criamos a partir dai a febre pelos chamados whey protein, suplemento à base da proteína retirada do soro do leite, de alto valor biológico, alta concentração de glutamina e BCAA (aminoácido q auxiliam no massa magra), diz a supernutricionista Danielle Lodetti, da Clínica Reviva Nutrição. Algumas pessoas usam a substância como se fosse um o pozinho mágico que vai resolver todos os problemas da suplementação alimentar. O que não é bem assim.

3 O whey traz realmente benefícios ao corpo. Retém quantidade de nitrogênio (fator de crescimento muscular), fortalece o sistema imunológico, reduz sintomas de overtraining, é antioxidante e dá a sensação de saciedade. “A proteína deve estar presente no sangue desde o começo até o final da atividade física. Diminui o desgaste e auxilia na recuperação muscular. Se ingerida só após o treino, demora até 40min para chegar na fibra muscular”. Ideal é tomar ½ porção de whey antes e a outra ½ depois. “Ou comer atum, claro de avos ou frango antes e o whey depois, ou vice-versa”, ensina.

4 O consumo excessivo de whey pode “engordar, agravar a acne e sobrecarregar o funcionamento do fígado e dos rins”. O consumo deve seguir a orientação do médico nutrólogo ou nutricionista. “De acordo com a composição corporal, do tipo de atividade física, gasto calórico diário e a individualidade bioquímica”. O ideal de preparo é adicionar água, suco ou água com maltodextrina (carboidrato que ajuda na recuperação muscular). “Para os iniciantes, recomendo de 1.5g a 2.5g de proteína para cada quilo de peso corporal, por dia”, indica Danielle Lodetti.

5 Além dos whey protein, existem os carnivor protein que “são a proteína retira da carne bovina”, indicada para quem sofre com alergia ao leite. “É muito recente no mercado e ainda não existem estudos cientifico que comprovem os reais benefícios”. E ao contrário do que muitos imaginam, pessoas que estão em processo de emagrecimento, também precisam da suplementação protéica para não perder massa magra (músculos).

Você encontra proteína também nos vegetais, como brócolis

Você encontra proteína também nos vegetais, como brócolis

 6 – Você pode encontrar proteína nos peixes (grelhados, cozidos ou assados) e no ovo (retire a gema), frango, carne vermelha (dê preferência a bife grelhado e retire a gordura aparente) e nos derivados do leite (desnatado). Nas fontes vegetais como: ervilhas, lentilhas, feijão, brócolis e grão de bico em baixo valor biológico.

SERVIÇO

CLÍNICA REVIVA NUTRIÇÃO

Rua Marcos Macedo, 1333. Sl 910, Pátio Dom Luís, Torre 2. Meireles

Tel.: (85) 3063-2883 / 8800-2225

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + cinco =