Beleza e Saúde

Saiba tudo sobre a perda precoce de dentes com o Cirurgião-dentista Marco Albuquerque

BATE-PRONTO

A perda precoce de dentes normalmente acarreta na reabsorção do osso alveolar. Essa atrofia, em muitos casos, pode dificultar a reabilitação através de implantes dentários. Cirurgião-dentista Marco Albuquerque, cap da Clínica Implance, fala de como o problema pode ser resolvido com a Engenharia Genética.


ROBERTA FONTELLES PHILOMENO – Quais são os diferentes tipos de enxerto para corrigir a perda de massa óssea alveolar, provocada pela perda de dentes?

MARCO ALBUQUERQUER – São diferentes tipos de substitutos ósseos. O osso autógeno (do próprio paciente), normalmente a região de mandíbula, túber da maxila, calota craniana e crista ilícica. O osso xenógeno (osso liofilizado bovino). O banco de ossos, material proveniente de espécime humana.

RFP – Só que agora, com o avanço da Engenharia Genética, os enxertos ósseos de células-tronco estão mais comuns…
MA – Claro, o uso crescente do enxerto de células tronco se deve a sua possibilidade de corrigir defeitos pequenos ou de grande extensão, sem se fazer necessária a realização de outra cirurgia para a remoção do osso de outro sítio (região do corpo) do paciente. Isso acarreta em uma diminuição da morbidade (de que ???) e dos desconfortos pós-operatórios.
RFP – Como é feita a correção?
MA – Defeitos ósseos extensos no qual muitas vezes a área doadora tem de ser um sítio extra-oral, podem ser corrigidos de uma maneira mais simples através da uso da Engenharia Genética, associada às BMPs. A técnica consiste em uma cirurgia onde o material semelhante a uma esponja é embebida por um líquido rico em BMP2 e inserido no local do defeito ósseo. Essa esponja irá estimular as células indiferenciadas a se transformem em células capazes de produzir osso. Em um prazo que varia de seis a oito meses o novo osso é formado, podendo dessa forma ser reabilitado através de implantes dentários.
RFP – Qual paciente é indicado ás BMPs, ao tratamento com células-tronco?
MA – Todos os pacientes que apresentam uma atrofia do osso e necessitam da realização de enxerto ósseo podem ser submetidos à técnica das células tronco.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + sete =