Beleza e Saúde

BLEFAROPLASTIA, UP NO OLHAR

0208bu0210A

Cirurgião plástico Cido Carvalho

Estava entrevistando a dermatologista Celina Albuquerque. Ela me disse que para se livrar definitivamente das olheiras é bem difícil. Difícil mais ainda é o tratamento das bolsas palpebrares. “Existe um momento que só o bisturi resolve”. Então, fui em busca de saber o que a cirurgia plástica de pálpebras, a blefaroplastia, pode fazer por nós. Um verdadeiro UP no olhar, vou logo adiantando.

O cirurgião plástico Cido Carvalho (CRM 3369-RQE 1199), com toda a sua experiência de 18 anos à frente da chefia de Residência em Cirurgia Plástica do IJF, indica o procedimento quando “os olhos ficam com aspecto caído, cansados, com excesso de pele e as desagradáveis bolsas”. Geralmente, o problema surge após os 40. Além de estética, flacidez em excesso nas pálpebras é uma questão de saúde, por diminuir o campo de visão e o paciente fazer muito esforço para abrir os olhos. Em alguns casos, o cirurgião avisa que o procedimento pode ser substituído pela aplicação de toxina botulínica (“Botox”). “O resultado é muito natural, mas tem a desvantagem de ser provisório”, ressalta.
A blefaroplastia é uma cirurgia simples, pode ser feita com anestesia local e sedação leve. É realizada ou por uma pequena incisão (corte) na região próxima aos cílios, quando também se pode retirar algum excesso de pele, ou por via conjuntival, ou seja, pela parte interna da pálpebra, quando não é preciso tirar pele, só as bolsas. “Nessa técnica, não há corte externo, a recuperação é mais rápida”. O pós-operatório é indolor, precisa somente compressas geladas, nos primeiros dias, explica Dr. Cido.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 4 =