Beleza e Saúde

DENTES SENSÍVEIS, COMO EVITAR?

 1 – Quem sofre com sensibilidade nos dentes sabe que degustar uma simples refeição ou tomar um suco geladinho pode virar um tormento. Em certos casos, os dentes latejam o dia inteiro, não é algo muito agradável. O cirurgião buco-maxilo-facial Renato Maia Nogueira (CRO 2490), da Clínica Renaissance, diz que as causas do problema podem ser falta de higiene bucal, substâncias que grudam no dente e produzem ácidos, o consumo exagerado de doces, alimentos cítricos e gaseificados como refrigerantes, vinhos, sucos (laranja limão, por exemplo), distúrbios alimentares com vômitos, associadas à perda da proteção dentária que deixam exposta a dentina. “Onde a raiz e a coroa se juntam você tem o colo, região onde a gengiva fica inserida, algumas pessoas tem retração na gengiva e a dentina fica exposta, causando dor e desconfortos”.

 

2 – Outras causas da exposição da dentina (tecido conjuntivo avascular, mineralizado, especializado que forma o corpo do dente) e retração da gengival, além de fatores de má formação que acometem pessoas jovens, é a má escovação. “Escova com cerdas muito duras e escovação com muita força podem desencadear sensibilidade nos dentes, em pessoas a partir dos 30 anos de idade”. O cirurgião-dentista observa que é normal ao envelhecimento a raiz do dente ficar mais aparente e acontecer a retração da gengiva. “A situação só fica grave se associada a doenças graves da gengiva, as doenças periodontais, com sangramentos ou não”.

 

1708CS2501

Consumir suco verde exageradamente, propagado pela top Izabel Goulart em seu Instagram, pode causar sensibilidade nos dentes

 Comida

3 – Renato Nogueira alerta ainda para a moda do consumo dos sucos verdes diariamente, exageradamente, tão divulgado nos Instagrams da vida. Tem gente que anda com uma garrafa de suco verde embaixo do braço e consome a toda hora, igualzinho à top Izabel Goulart. “A bebida é cítrica, leva na receita suco de laranja, maçã, limão, gengibre, abacaxi… que tendem a baixar o pH da boca. O ideal é beber de uma a duas vezes ao dia e, logo após, nos primeiros 30min, escovar os dentes”, aconselha.

 

4 – Cuidado ainda com os clareamentos dos dentes feitos em casa com produtos comprados em farmácia, sem orientação de um profissional. Eles podem provocar sensibilidade dentária e irritação na gengiva e o resultado pode não ser o esperado. “É normal uma certa sensibilidade no decorrer de um tratamento de clareamentos dos dentes, mas nós, dentistas, temos várias técnicas de ir adaptando o procedimento à sensibilidade e objetivos do paciente, com segurança”, esclarece. Para minimizar a sensibilidade durante o clareamento, o cirurgião buco-maxilo-facial aconselha o uso de flúor e cremes dentários específicos para dentes sensíveis. “Quando a dentina está mais exposta, optamos por restaurações para cobrir o colo do dente e diminuir a sensibilidade. Nos casos mais graves, extremos, tratamos o canal do dente”, avalia.

 

1708CS2502A

 

Escolha creme dental com a substância cloreto de estrôncio que melhoram a sensibilidade dos dentes.  Você encontra nas marcas, como: Sensodyne e Colgate Total 12

 

6 – No geral, para evitar a sensibilidade, a melhor forma é o diagnóstico precoce. “Nessa face, medidas simples como trocar a escova por modelos de cerdas médias ou macias, com cabo inclinado, parecido com o espelho do dentista, e com cabeça pequena, resolvem”. Diminuir a força na hora da escovação, também é uma saída. “Se sua escova fica com cerdas assanhadas em apenas três meses de uso é porque você está escovando os dentes com muita força”, chama atenção Renato Nogueira. Use bochechos com flúor uma vez ao dia e escolha creme dental com cloreto de estrôncio (como as marcas Sensodyne e Colgate Total 12). No mais, sorria à vontade!!! O bom da vida é se sentir feliz!!!

 

SERVIÇO

Clínica Renaissance

Av. Dom Luís, 1200. Torre1. SI.410

Tel.: (85) 3281.9953

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *