Beleza e Saúde

FLACIDEZ NOS BRAÇOS TEM JEITO?

Young woman checking her arm fat

Exercícios físicos e radiofrequência podem ajudar na flacidez de braço inicial e moderada

 

Sempre como falamos em cirurgia plástica lembramos logo de lipoaspiração, colocação de próteses de silicone nos seios e quase nunca associamos ao procedimento como solução pra resolver um incômodo que é muito comum, a flacidez nos braços. Um problema provocado pela perda da firmeza da pele em decorrência da degradação das fibras de colágeno e elastina. O resultado é uma pele pendurada que pode ser embaraçoso até na hora de dá um simples tchauzinho.

2709CS2502

Cirurgião plástico Cido Carvalho indica o lifting de braço nos casos de flacidez avançada que limita o estilo de vida do paciente

 O cirurgião plástico Cido Carvalho (CRM 3369-RQE 1199), chefe da Residência Médica em Cirurgia Plástica, do Instituto José Frota (IJF), diz que a flacidez nos braços começa a perturbar homens e mulheres a partir dos 40 anos de idade e atinge, principalmente, pessoas que passaram por perda significativa de peso. Na flacidez inicial, onde não há sobra de pele, exercícios físicos que trabalham o fortalecimento muscular dos bíceps e tríceps e se concentram na queima de gordura ajudam a minimizar o problema.
“Nos casos que já existe sobra de pele que balança com o movimento de acenar com a mão, por exemplo, mas ainda não impede o paciente de usar roupas com os braços nus, os exercícios físicos já não são suficientes. “Procedimentos que causem a retração de pele, como radiofrequência, podem ajudar e muito”, orienta o cirurgião plástico Eduardo Furlani (CRM 8316 / RQE 5876).

Já na flacidez avançada, caso dos ex-obesos e pacientes acima dos 60 anos, geralmente, os exercícios físicos e os tratamentos não invasivos não dão o resultado desejado e o paciente tem sua vida limitada pelo problema. “Aí, indicamos o lifting de braços”, afirma Cido Carvalho. A cirurgia é feita com anestesia local e sedação. Após o procedimento, deve ser usada cinta própria de braços por 30 dias. Retornar ao trabalho após duas a três semanas, dependendo da atividade profissional.
 Para Cido Carvalho, a cicatriz ainda é a grande dúvida do paciente e um limitante da realização da cirurgia, porque fica um pouco aparente. “A cicatriz vai da axila até próximo ao cotovelo e fica bem no limite entre a região da frente do braço e a parte de trás, ou seja, entre a parte mais clara e a mais escura”, revela Cido Carvalho.

2709CS2503

Cirurgião plástico Eduardo Furlani diz que a boa cicatrização do lifting de braços depende da técnica aplicada na cirurgia e da genética da cada paciente

Apesar do incômodo da cicatriz, o cirurgião plástico Eduardo Furlani observa que o lifting de braços é o recurso cirúrgico mais utilizado para resolver a flacidez da região. “É bastante compensador para pessoas que já não se sentem à vontade em utilizar roupas que exponham os braços”. E com o passar do tempo e do tipo de cicatrização de cada pessoa, a cicatriz tende a ficar bem discreta. “O inconveniente da cicatriz varia de acordo com a técnica aplicada na cirurgia e com a genética da cada pessoa”, avisa Furlani.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − 4 =