Beleza e Saúde

USO DE LENTES DE CONTATO NÃO É BRINCADEIRA, ALERTA OFTALMOLOGISTA THIAGO DIAS DO CEMOF

beautiful human eye and contact lens

foto divulgação

1 – Usar lentes de contato é um conforto, uma praticidade para o dia a dia, deixar de lado o uso dos óculos de grau para corrigir a visão. Ou simplesmente mudar ali, na hora, a cor dos olhos. Mas utilizar lentes de contato, independente do objetivo, requer cuidados e muita informação para a facilidade não se transformar em pesadelo.

2 – O oftalmologista Thiago Dias (CRM 11770 / RQE 6484), do Cemof Centro Médico Oftalmológico (CONFIRMADÍSSIMO no nosso O POVO Anuário da Saúde do Ceará) alerta que a utilização inadequanda, sem a correta adaptação com orientação de um médico oftalmologista, das lentes de contato podem acarretar sérios problema à saúde ocular

0910cs2502

FOTO DIVULGAÇÃO

3 – “Desde simples vermelhidão, sensação de areia nos olhos, queimação e ardência (sintomas parecidos de quando o olho sofre com agressão de produtos de limpeza, por exemplo), até conjuntivite alérgica, manchas oculares, provocada por úlcera de córnea, que dificultam a visão e podem levar à necessidade de transplante de córnea e até cegueira”.

4 – Para começar o uso de lentes de contato oculares é necessário seguir todo um passo a passo de adaptação que tem início com a visita ao oftalmologista. “A lente é um corpo estranho que fica em contato com o olho. Essa interação precisa ser bem adaptada e vai muito além do ajuste de grau”, explica Thiago Dias.

5 – Primeiro, o oftalmologista analisa a saúde ocular do paciente (se o olho é seco, por exemplo), com exame oftalmológico básico e a refratometria que mede o grau da lente. Depois vem a ceratometria que mede o poder dos meridianos da córnea, a curvatura do olho a qual a lente terá de se adaptar. “Só aí vem a adaptação propriamente dita, com o auxílio dos contactólogos, profissionais que auxiliam na adaptação, que são ensinar a correta colocação e retiro das lentes, a higiene e cuidados de uso, no dia a dia

6 – Oftalmologista Thiago Dias diz que pacientes com síndrome do olho seco têm dificuldade de se adaptar, pois a lente retém água do olho e ele se torna mais seco ainda. Outros problemas são doenças na córnea, irritações ou inflamações, impeditivos automáticos de realizar o sonho de substituir os óculos pelas lentes.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *