Beleza e Saúde

EMBOLIA PULMONAR, VERSOS LIPO., COM CIRURGIÕES PLÁSTICOS CIDO CARVALHO E GIOVANNI MARTINS

2011cs2506

 CIRURGIÕES PLÁSTICOS CIDO CARVALHO E GIOVANNI MARTINS, AO LADO DE HARLEY CAVALCANTE

1 – Quando surge o assunto lipoaspiração, hoje, lembramos logo dos casos de embolia pulmonar que assombram muitos futuros candidatos à cirurgia plástica mais realizada, no Brasil, desejo de muitas pessoas que sonho com abdômen e corpo remodelado pelo bisturi. Só que o cirurgião plástico Cido Carvalho (CRM 3369 / RQE 1199), presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Ceará (SBCP – CE), diz que não é bem assim.

2 – “Na verdade, não acontece tanta embolia pulmonar na lipoaspiração, quanto as pessoas acreditam. O problema é muito mais frequente em outras cirurgias, como, por exemplo, na histerectomia (remoção do útero), na retirada de cistos de ovário, na própria cesariana e nas cirurgias ortopédicas”, explica o cirurgião plástico, em entrevista, durante o 53º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica 2016, que presidio no Centro de Eventos do Ceará.

2011cs2502

Medidas de segurança podem prevenir embolia pulmonar, na lipo

3 – Só que a cirurgia plástica está no imaginário das pessoas, é auto estima, glamour estampado nas páginas das revistas, nos jornais, nos blogs, nas redes sociais… em todos os lugares, então, quando ocorre qualquer problema há muita repercussão, principalmente, na Mídia.

4 – Para prevenir o problema, o cirurgião plástico Giovanni Martins (CRM 6225 / RQE 2627), da diretoria da SBCP – CE, diz que medidas de segurança têm de ser tomadas pelo cirurgião plástico, “que deve ser bem treinado e habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica”, pelo hospital, “que deve contar com medicação adequada e todo o suporte, UTI”, e pelo paciente, “que não pode esconder do médico o uso de drogas lícitas e ilícitas e seguiras recomendações pré e pós cirúrgicas”.

5 – Outros cuidados, de acordo com Giovanni Martins, são o uso do aparelho de compressão pneumática intermitente, nas pernas do paciente, durante a cirurgia, o uso de meias de compressão elástica, durante e após o procedimento. “A prescrição da substância heparina, anticoagulante de baixo peso molecular, andar no dia seguinte à cirurgia”,

6 – Alguns fatores podem favorecer à formação de coágulos no sangue, que provocam a embolia pulmonar, como: o uso de anticoncepcional, tendência do próprio organismo, doenças ligadas à hipercoagulação, idade avançada, obesidade, varizes, uso de drogas, uso de substâncias coagulantes, câncer e viagem muito longa de avião.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *