Beleza e Saúde

Dermatologista Patrícia Sampaio esclarece se chocolate provoca ou não problemas na pele

Estamos em plea Semana Santa e os ovos de chocolate dos mais diversos tipos e tamanhos já invadiram as prateleiras das lojas e muita gente já garantiu o doce para saborear, neste período de Pascoa. Com isso, uma velha questão volta à tona: o consumo do chocolate causa espinhas? A dermatologista Patricia Sampaio, sócia da Clínica DermaVIP, esclarece essa e outras dúvidas.

“Alimentos muito gordurosos e com alto índice glicêmico, ou seja, alimentos ricos em carboidratos, que estimulam a produção de fatores hormonais, podem piorar o processo inflamatório da pele e aumentar a produção das glândulas sebáceas, que estão envolvidas no surgimento ou agravamento da acne. O cacau, que é a principal matéria-prima do chocolate, não causa grandes prejuízos para a pele. O que estimula a produção de óleo das glândulas sebáceas, piorando o quadro, é o açúcar refinado e o leite de vaca utilizados no preparo do chocolate”, explica ​Patrícia.

“Dessa forma, o chocolate pode ser o vilão, principalmente para peles oleosas e acneicas. Além de conter diversas substâncias que agem nas glândulas sebáceas, ele também eleva a produção de insulina e a produção na própria pele de hormônios androgênicos. A moderação é importante, assim como ter uma alimentação equilibrada de forma geral. E tratar sempre a pele oleosa e com acne de forma contínua. Além disso é importante entender que nem todas as pessoas que comem muito chocolate terão acne, pois esse problema é multifatorial e não podemos eleger um único culpado”, conclui a especialista.

Portanto, não é preciso abrir mão completamente do alimento. O ideal é fazer escolhas inteligentes e dar preferência aos chocolates mais amargos, com maior concentração de cacau e menos gordura, como as versões ao leite, com castanha ou amendoim, além de evitar o consumo em excesso. “Nós aconselhamos que o consumo de chocolate não seja maior do que 100 gramas por dia e que se evite o chocolate do tipo branco. Ele é o mais gorduroso de todos, pois não é feito com o cacau e sim com a manteiga do cacau”, pontua a dermatologista.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o chocolate quando consumido com moderação, também pode trazer benefícios para a pele. “É um alimento rico em flavonoides, que são antioxidantes, combatem os radicais livres e ajudam na prevenção ao envelhecimento e até de doenças cardíacas”, conclui  Patrícia Sampaio.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − dezoito =