Beleza e Saúde

“Dor no peito pode ser um dos sintomas de distúrbios psicológicos”, diz psicóloga do Secovimed, Camille Rola

Dor no peito pode ser um dos sintomas de distúrbios psicológicos, diz Camille Rola 

1 – Um dos atendimentos mais solicitados do Secovimed Ceará é o setor de Psicologia. O aumento da procura nos últimos meses foi impulsionado pelo elevado índice de violência, agravamento da crise econômica e pelo medo das pessoas ficarem desempregadas. Os problemas de saúde mental mais detectados nesse período foram depressão, crise de ansiedade e síndrome do pânico.

2 – São problemas que vêm acompanhados de sintomas, como: sudorese (suor em excesso), boca seca, uma dor no peito que parece uma pata de elefante comprimindo o tórax e palpitações. “Muitas vezes, os pacientes já vêm encaminhados pelo setor de Odontologia e pelo serviço médico, do Secovimed. Chegam aqui e dizem: ‘Dra, já fui ao cardiologista e ele disse que não tenho nada no coração, não tive infarto e orientou a procurar o serviço psicológico’”, conta a psicóloga Camille Rola, do Secovimed Ceará que tem como beneficiário do serviço os profissionais do mercado imobiliário e dos condomínios.

3 – Camille Rola chama atenção de que o momento certo de procurar o psicólogo não é apenas quando se detecta um problema, uma síndrome. “Fico muito feliz quando os beneficiários dos serviços do Secovimed chegam aqui e dizem: ‘vim aqui porque me disseram que é bom’, ou então: ‘Dra, não sei nem o que vou falar, mas estou aqui’. E eu respondo: não tem problema, conte-me como foi sua infância, como é sua família… E aí a conversa flui”.

4 – AUTOCONHECIMENTO – A conversa com um psicólogo é um momento de autoconhecimento, de olhar para si. “Oferecemos um espaço para os pacientes ficarem à vontade, falarem o que desejam, espernear sem julgamentos. Não é meu papel dizer o que é certo ou errado. Um stop para refletir sobre si, em um mundo que nunca para”, ressalta.

Dor no peito pode ser um dos sintomas de distúrbios psicológicos

5 – Na descoberta de si mesmos, no autoconhecimento, muitas vezes, segundo a psicóloga, os pacientes começam a valorizar mais o trabalho, entendem que qualquer função é digna e gratificante, que não precisam do reconhecimento de ninguém para ser felizes. “Muitas vezes, em duas sessões, o paciente tem uma melhora significativa no quadro de depressão, crise de ansiedade ou síndrome do pânico, não precisam nem ser encaminhados ao psiquiatra”. O Secovimed mantém parceria com a Clínica Nova para problemas mais graves.