Beleza e Saúde

SAÚDE MENTAL: A NÃO ACEITAÇÃO

 

“Se a Bruna Marquezine não se aceita, imagine eu”. Parecia brincadeira, mas na verdade os Insta stores que fiz nas minhas redes sociais @robertafontellesphilomeno depois dos desabafos de Bruna Maquezine, 23 anos, que disse que já sofreu com depressão, foi um alerta sobre o que está acontecendo com esta geração, a Millennials ou Y.

Pessoas insatisfeitas que não aceitam seu próprio corpo, seu status social, seus relacionamentos amorosos, ficam do olho na vida do outro para criticar e julgar e buscam uma perfeição que só existe na vida super editada e com muito Facetune, You Cam  Make…  

PODER DA PALAVRA

“No coaching, entendemos que as palavras têm poder de vida ou de morte e as pessoas têm de ter cuidado com o que comunicam. Entender que podemos abençoar com nossas palavras ou amaldiçoar, como fizeram com Bruna. E que o cyber bullying pode sim desenvolver problemas psicológico ao levar ao suicídio, que aumentou muito, no Brasil”, avisa a master coach Rochele Walker-. Sério, você já observou que, hoje, todo mundo parece louco? Pois é.

E a prova que as palavras têm poder destrutivo que Bru disparou no seu Inst store: “Acreditei na opinião alheia e comecei a detestar meu corpo. Achava que tinha que emagrecer de qualquer jeito. Eu tomei Lactopurga (laxante) todos os dias, durante mais de três meses, sofri muito e precisei lutar contra… depressão”, conta.

DISFORMIA CORPORAL

O psicólogo Alexandre Mallet explica que além da depressão, Bruna desenvolveu um distúrbio de imagem chamado de Dismorfia Corporal, em que a pessoa fica altamente insatisfeita com seu corpo, não se vê como ela é na realidade. Aí sai tomando remédios e laxantes para emagrecer e se viciam em cirurgia plástica.

 

“Temos de entender que, independente do nível social ou fama, pode acontecer algo que deixam as pessoas depressivas. Todos nós precisamos ter responsabilidade social e bom senso antes de fazer algum comentário sobre a vida de alguém”, alerta o psicólogo. Fica a dica: não gostou do comentário, apaga e bloqueia. Não somos obrigados a nada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *