Beleza e Saúde

É tempo de descobrir a beleza, por Rebeca Parente

]

Rebeca Parente
Diretora da Cosbel

 

A palavra estética vem do grego aisthésis que significa percepção, sensação e sensibilidade. E esse é o termo utilizado para a parte da Filosofia que estuda a beleza. Porém, afinal, o que é ser belo? A beleza é uma preocupação diária dentro da nossa sociedade, onde para muitos a beleza é sinônimo de simetria e perfeição, enquanto para outros ser belo é apenas se sentir bem consigo mesmo.

Atualmente, devido ao avanço das tecnologias, a sociedade que vivemos cria padrões de belezas considerados ideais e por vezes inatingíveis, mascarados por programas de edição computadorizados. Porém, a crescente vertente do feminismo, dos movimentos sociais e das campanhas em prol da diversidade, moldam uma parcela da sociedade que entende que existem várias nuances de beleza, independente de gênero, cor, raça ou território geográfico. Creio que beleza é aquela que nos difere como ser humano e que o belo pode se destacar pela expressão do olhar, pela forma de agir e, principalmente, pela forma de ser.

O filósofo Plotino, por exemplo, diz que o belo não pertence e nem pode pertencer a ninguém, senão a si mesmo. Pensando nisso, seria incorreto afirmar que existe um padrão, pois o belo é mutável e relativo. A beleza pode e deve ir muito além do corpo, ela abrange também as características da pessoa como ser humano, a exemplo da humildade, inteligência, simpatia e honestidade. Ser belo é muito mais do que ter um corpo esteticamente perfeito aos olhos do que os padrões sociais consideram, ser belo é algo que vem da alma, é algo que não se explica e apenas se sente. Aquela frase clichê, mas que reflete o que quero dizer: a beleza está nos olhos de quem vê, por isso, torna-se individual e relativa. Não podemos nos basear por padrões, afinal, temos nossa própria percepção do que é ser belo.

Por isso, penso que deveríamos aproveitar as novas tecnologias e os novos produtos de beleza para descobrir qual é nossa real beleza. Você se acha bonito(a)? Já se olhou no espelho e admirou aquele seu defeito que pode ser, na verdade, o seu charme e sua qualidade? Quantas vezes você já parou e se achou lindo(a)? É tempo de mudar, de conhecer novos meios, de se conhecer e, principalmente, de se descobrir ou redescobrir. É tempo de descobrir a beleza que há em você.

Rebeca Parente
Diretora da Cosbel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *