Beleza e Saúde

Saiba como aproveitar o Carnaval de forma saudável e consciente

Especialista mostra os principais cuidados que as pessoas devem ter durante a maior festa do Brasil

São Paulo, 14 de fevereiro de 2020 – Com a chegada do Carnaval, é importante lembrar que nem tudo é festa e que existem cuidados essenciais a serem tomados para que os foliões possam aproveitar esse período sem complicações. São inúmeros fatores que proporcionam perigo à saúde ao longo da folia.

De acordo com o Dr. Érico Oliveira, clínico geral do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, é comum as pessoas se envolverem com a atmosfera da festa e não perceberem que a exposição ao sol por muito tempo pode causar queimaduras e até insolação. “Recomendamos sempre o uso do protetor solar nesses momentos, principalmente para quem pretende seguir blocos de rua, e que sempre tenha uma garrafa de água em mãos para manter o corpo hidratado”. O médico também alerta para os ingredientes químicos utilizados nas tintas, geralmente usadas para pinturas faciais e corporais, já que podem reagir ao sol e causar queimaduras na pele.

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas também pode trazer sérias consequências para a saúde do folião. A recomendação médica é que a bebida seja evitada, mas se for beber, que o consumo seja feito moderadamente, alternando entre a ingestão de água e alimentos. O consumo excessivo de álcool pode causar problemas hepáticos sérios e até mesmo induzir ao coma alcoólico”, explica. O especialista ainda alerta aos foliões que não dirijam sob efeito do álcool evitando assim o risco de acidentes de trânsito. “O ideal é que haja sempre um membro no grupo que não beba e possa ser o motorista da vez”, reforça.

O médico ainda dá ênfase na importância de checar a procedência de alimentos vendidos nas ruas e bailes, uma vez que alguns ingredientes podem estar estragados devido à exposição constante ao calor. “O consumidor desconhece de que forma foram feitos os lanches, porções e salgados, se eles foram refrigerados e armazenados de forma adequada. No caso das bebidas, é necessário ter atenção redobrada e verificar se o lacre das latas está devidamente fechado e se não há sinais de que foi aberto anteriormente. Não aceitar bebidas de terceiros para evitar possíveis golpes e situações de riscos, como a ingestão de substâncias químicas”.

Geralmente, as bebidas vendidas nas ruas, durante o Carnaval, estão armazenadas em coolers e caixas de isopor com gelo. No entanto, o folião não sabe a procedência da água usada para a produção desse gelo, por isso, o especialista diz que, sempre que possível é importante higienizar latas e garrafas, antes de levá-las à boca. “O gelo acaba contaminado pelas bactérias da mão do vendedor, do consumidor e da própria embalagem. A melhor forma de higienizar esses produtos é lavando com água limpa ou com lenços umedecidos com álcool. Outra forma de evitar essa contaminação é não beber diretamente da garrafa ou lata”.

O médico também destaca cuidados que as pessoas devem ter com o uso dos banheiros químicos. O ideal é limpar o vaso sanitário com álcool gel antes e depois do uso e nunca entrar descalço nesses ambientes. Nem sempre esses espaços têm pias com água, então, o especialista recomenda higienizar as mãos com álcool gel antes e após usar o banheiro. Outra dica é sempre proteger as mãos com papel higiênico, lenço de papel ao tocar em maçanetas das portas dos banheiros.

Doença do Beijo

Outro ponto de atenção no Carnaval diz respeito ao beijo, já que a troca de saliva ocorrida pode transmitir infecções, como herpes e mononucleose, também conhecida como Doença do Beijo, que pode ser confundida com uma gripe. “Nesses casos, devemos ficar atentos aos sintomas apresentados, como sinais de gripe ou lesões ao redor da boca,” comenta o médico, que lembra ainda da importância do uso de preservativos no momento das relações sexuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *