ForróNejo

Festival Devassa Tropical Ao Vivo arrecada R$70 mil para profissionais da cena musical prejudicados pelo COVID-19

Mais de 2 mil pessoas se mobilizaram com doações online. Festival reuniu 700 mil visualizações no Youtube

São Paulo, 19 de maio de 2020 – Roadies, técnicos, operadores e outros profissionais do backstage que fazem o show acontecer em oito dos principais festivais de música tropical brasileira serão beneficiados com doações do Devassa Tropical Ao Vivo – Festival dos Festivais, evento que durou quatro dias e ofereceu mais de 24h de apresentações de grandes artistas, incluindo Mallu Magalhães, Marcelo Falcão, Chico Cesar e Liniker. Além do patrocínio de Devassa aos eventos, o público também se juntou na corrente do bem e contribuiu com cerca de R$70 mil, que serão repartidos igualmente entre Bananada (GO), Carambola (AL), DoSol (RN), GTR (PE), Radioca (BA), Sarará (MG), Se Rasgum (PA) e Wehoo (PE). As mais de duas mil doações foram feitas até o último domingo (10), mesmo após o término do festival, que aconteceu de 30/04 a 03/05.

O projeto Devassa Tropical Ao Vivo faz parte do posicionamento Tropical Transforma, que enaltece a criatividade transformadora do brasileiro. “O Tropical que Devassa retrata traz a força criativa que só o nosso povo tem, que permite que as pessoas se transformem, se reinventem e que no contexto atual, consigam lidar com uma perspectiva mais positiva de futuro”, destaca o diretor de Marketing de Devassa, Gabriel D’Angelo Braz. Ao todo foram mais de 700 mil visualizações do público, registradas no Youtube da marca.

Além de um line up de peso, com mais de 30 atrações musicais, os organizadores acreditam que a causa social foi a grande responsável por engajar tanto o público. “Nós, que atuamos com festivais culturais, fomos um dos primeiros a ser prejudicados com a suspensão dos eventos físicos e, provavelmente, também seremos os últimos a retomar nossos postos de trabalho. O Devassa Tropical Ao Vivo foi uma injeção de ânimo a todos nós. Estamos muito felizes e gratos com a iniciativa”, conta o produtor cultural do festival Bananada, Fabricio Nobre, que também foi um dos líderes da produção do evento online.

Os oito festivais serão os responsáveis por fazer o repasse das doações à sua rede de profissionais e, no caso do Festival Sarará, para iniciativas como o “Salve a Graxa”, campanha destinada aos profissionais de Belo Horizonte.

Sobre o Grupo HEINEKEN no Brasil
O Grupo HEINEKEN chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A (“Brasil Kirin”), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas. O Grupo gera mais de 13 mil empregos e tem 15 unidades produtivas no país, sendo 12 cervejarias, localizadas em Alagoinhas (BA), Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Caxias (MA), Igarassu (PE), Igrejinha (RS), Itu (SP), Jacareí (SP), Pacatuba (CE), Ponta Grossa (PR) e Recife (PE), duas micro cervejarias em Campos do Jordão (SP) e Blumenau (SC) e uma unidade de concentrados para refrigerantes em Manaus (AM). No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo HEINEKEN é composto por Heineken, Sol, Amstel, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, No Grau e Kirin Ichiban. O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Schin Tônica, Skinka e os refrigerantes Itubaína, Viva Schin e FYs. Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da HEINEKEN NV, a maior cervejaria da Europa.

Press Pass Comunicação

Giovana Mesquita 
Olivia Prates