Política

Paulo Guedes ataca repórter argentina e dispara: “Mercosul não é prioridade”

13076 13

Anunciado como futuro ministro da Fazendo no governo de Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes destratou a jornalista argentina do ClarínEleonora Gossman. Em uma afirmação contundente, disse que “A Argentina não é uma prioridade; O Mercosul também não é uma prioridade “, segundo a própria Eleonora em sua matéria.

O vídeo abaixo que pinça parte da entrevista, já tem quase 300 mil views no Twitter.

Confira outras perguntas do Clárin para Paulo Guedes:

Clarín: Como o Mercosul vê o futuro?

Paulo Guedes: O Mercosul é muito restritivo. O Brasil permaneceu prisioneiro de alianças ideológicas. E isso é ruim para a economia.

Clarín: Mas então, o Mercosul poderia ser desmantelado?

Guedes: Mais uma vez, sua pergunta está errada. A questão é: estou indo ao mercado com a Argentina? Não. Só vou negociar com a Venezuela, a Bolívia e a Argentina? Não. Nós vamos negociar com o mundo.

Clarín: Então, o relacionamento com a Argentina não é uma prioridade?

Guedes: Não, a Argentina não é uma prioridade. O Mercosul também não é prioridade. É isso que você queria ouvir? Você está vendo que esse meu estilo combina com o do Presidente, não é o que você quer ouvir, é a verdade. A gente não está preocupado em te agradar.

Para ler a matéria do Clárin na íntegra, clique aqui.

Recomendado para você

13 Comentários

  • Costa disse:

    Finalmente alguém com visão de mercado e não daquela ideologia podre e corrupta da quadrilha petista…

  • Gilson disse:

    Com as relações diplomáticas tensas que se avizinham ao que tudo indica, inclusive com aproximação do Brasil com Israel e estremecimento, por consequência, da amigável e pacífica convivência com o chamado mundo islâmico, não me surpreenderei se começarem a aparecer atos terroristas por aqui. Uma coisa é priorizar certas relações de mercado, outra coisa é ser jumento batizado e imbecil com os países vizinhos e distantes. Pode-se negociar sem ser ignorante. Isso pode gerar um problema muito grave e inédito desnecessariamente.

  • Andre disse:

    Não vi nada demais na resposta.
    Um pouco grosseiro sim.
    Mas nada que justifique o sensacionalismo do título da reportagem.

    Sim o cara pretende colocar os interesses do país acima de todos, e daí ????
    Mais que certo.

  • Guimarães disse:

    Oh meu Deus! A jornalista foi ataque, ô!

    Onde está o ataque? Nas resposta que lhe desagradou?

    A que nível chegou esse Jornal, meu Deus!

  • Celso disse:

    Quando terminou a entrevista ele falou pra repórter “Chupa esta manga”

  • Ricardo F Simoni disse:

    Acabou o mimimi, perguntou e ganhou uma resposta. Somente isso. Não achei sem educação, apenas firme.

  • Francisco disse:

    Qual foi mesmo o contexto das perguntas? Me pareceu que ele já tinha sido questionado antes com uma pergunta atravessada, pois disse “mais uma vez sua pergunta está errada”. E por fim, melhor ter a coragem de falar na lata que ficar de retórica para posar de bonzinho. Se a pergunta for idiota tem mesmo que responder com firmeza…

  • Carlos Rayner Rodrigues Alved disse:

    Vão se acostumando. É desse nível pra pior! Depois vai lamber botas nos EUA!

  • Jonas nunes disse:

    Militarismo e isso …ai … educacao …zero …espero q nao decepcione os 54 milhoes de votos que tivrrao…

  • Felipe disse:

    Calma ainda não tá nem no poder e já está assim kkkkk bando de burro aguardem a ditadura militar de novo

  • Luizão Villela disse:

    Embora ainda sobreviva aqui no NORDESTE O PT E SEU RSTILO DE GOVERNAR ACABOU. VCES FICAM QUERENDO ACHAR CABELO EM OVO. CADA GOVERNO TEM SUA PRIORIDADE E ACABOU. SE O NOVO GOVERNO QUISER MODIFICAR VAI MODIFICAR E ACABOU. PAREM DE QUERER TESSUSCITAR POLÍTICA MORRA.

  • Fernando disse:

    Parasita argentina só negócios vantajosos para o Brasil, CHUPA!!!!

  • Ssoares disse:

    Que se dane você e Ciro. Fui PDT, hoje não sou mais. Voto até no Satanás da direita agora vocês vtc

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =